Para que qualquer objeto seja visível, ele precisa emitir luz diretamente ou rebater os fótons emitidos por alguma fonte. Mas e a luz propriamente dita, como é possível visualizá-la? A animação acima, produzida pelo canal do YouTube MinutePhysiscs, explica de uma maneira simples e divertida como os cientistas conseguem “ver” a luz.

A luz é uma onda eletromagnética e, para poder observar essa onda, os pesquisadores precisam fazer experimentos. De acordo com a animação, um desses procedimentos envolve construir uma caixa completamente escura, vedada e superfria, com o interior coberto por espelhos extremamente brilhantes, capazes de fazer com que os fótons rebatam em sua superfície.

Átomos e paradoxos

Assim, para determinar a presença de luz, os cientistas enviam um átomo apresentando uma sobreposição de dois estados atômicos diferentes através da caixa — como no paradoxo do Gato de Schrӧdinger — e, dependendo de como essa partícula aparece do outro lado, eles sabem dizer se dentro do sistema vedado havia luz ou não. Para entender esse processo no vídeo, você pode ativar as legendas em português no menu.

Bem, o Gato de Schrӧdinger, na verdade, não tem nada a ver com o fato de a luz poder ou não ser visualizada. O gato não existe, sendo um paradoxo desenvolvido pelo físico austríaco Erwin Schrӧdinger em 1935. Mas se você quiser saber mais sobre essa teoria maluca, confira o vídeo abaixo e assista a Sheldon de The Big Bang Theory explicar o experimento do físico a Penny:

Fontes: MinutePhysiscs e YouTube