O futuro do zíper: veja como ele pode ser melhorado com ímãs
242
Compartilhamentos

O futuro do zíper: veja como ele pode ser melhorado com ímãs

Último Vídeo

A primeira versão do que viria a se tornar o zíper foi criada em 1893 pelo engenheiro americano Whitcomb Judson. Entretanto, esse primeiro sistema era bastante rudimentar, sendo composto de ganchos e furos, e pouco eficiente. A versão definitiva, como é conhecida hoje, foi criada em 1912 por Gideon Sundback.

Desde então, nenhuma outra melhoria do sistema havia sido inventada até que a marca esportiva Under Armour resolveu lançar o artefato potencializado por um sistema inovador. O Magzip permite que você feche um casaco com apenas uma mão. Essa ação só é possível pelo uso de ímãs e um fecho reformulado, que guiam automaticamente as duas extremidades do zíper.

Ideia e desenvolvimento

Originalmente, a ideia para o Magzip veio de um engenheiro chamado Scott Peters, que criou o sistema para permitir que pessoas com limitações físicas e problemas de coordenação motora se vistam com mais facilidade. Mais especificamente, Scott criou esse zíper para o seu tio, que é portador de distrofia miotônica, uma condição que causa dificuldade para relaxar os músculos, além de outros problemas como dificuldades motoras e de fala.

Ele estudou como fazê-lo durante meses até que comentou a ideia com dois amigos, sendo um engenheiro mecânico e o outro, designer. Então, juntos, eles colocaram os seus talentos no desenvolvimento de um zíper magnético que se alinhasse facilmente, podendo ser usado apenas com uma mão.

Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo

Para aperfeiçoar o mecanismo, foram necessários 25 protótipos diferentes. A versão final foi patenteada e licenciada pela Under Armour para uma nova linha de roupas e casacos, que será lançada no outono de 2014 do Hemisfério Norte. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.