Grande demais: criminoso é liberado por não caber nas camas da prisão
66
Compartilhamentos

Grande demais: criminoso é liberado por não caber nas camas da prisão

Último Vídeo

Em uma cidade da Inglaterra, um homem conseguiu se livrar da prisão devido ao seu tamanho. Jude Medcalf, de 23 anos, foi colocado em liberdade depois que um juiz aceitou a constatação de que as camas e os uniformes da prisão eram pequenos demais para ele.

Jude está com dois metros e vinte centímetros de altura e esse número só tende a aumentar. Tudo porque ele foi diagnosticado com a síndrome de Klinefelter, uma desordem rara do crescimento. Isso significa que, mesmo com esse tamanho de gigante, o homem vai continuar crescendo.

Delitos

O caso aconteceu na cidade inglesa de Newton Abbot, onde toda a população acompanhou o que aconteceria com Jude, que cometeu uma série de pequenos crimes. Primeiro, ele aterrorizou uma mulher com um disparo de arma de chumbinho pela janela de um carro. Depois, passou a roubar presentes de Natal e dinheiro de um escritório.

Mais tarde, Medcalf foi encontrado com alimentos roubados — incluindo uma grande quantidade de picanha —, que foram surrupiados do pub Sloop em Newton Abbot, enquanto o local estava aberto e os funcionários estavam distraídos. O homem então foi preso e passou 75 dias sob custódia, mas a polícia resolveu liberá-lo.

A cela onde Jude ficou por 75 dias Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail

Tudo porque, durante todo o seu tempo na prisão, ele havia enfrentado problemas por não haver camas ou uniformes grandes o suficiente para ele. Além disso, Medcalf também foi diagnosticado com um distúrbio cromossômico que lhe dá emoções adolescentes.

Com esses argumentos em mãos, o juiz concordou com a saída da prisão, mas o condenou a seis meses de reclusão domiciliar e 12 meses de trabalho comunitário.

Medcalf admitiu a posse de uma arma falsa de chumbinho, ato criminoso e roubo em uma audiência anterior. "Ele é um alvo, porque ele é grande o suficiente para ser visto como alguém perigoso, mas imaturo o suficiente para não saber lidar com isso”, disse o advogado de defesa William Parkhill.

Parkhill disse que Jude Medcalf tinha sido incapaz de conseguir o tratamento médico e psiquiátrico que precisava desde o seu diagnóstico. Além de seu tamanho gigante, o juiz levou em consideração a doença para a liberação do homem. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.