Mistério resolvido! As máquinas de bichinhos de pelúcias são fraudadas
1.904
Compartilhamentos

Mistério resolvido! As máquinas de bichinhos de pelúcias são fraudadas

Último Vídeo

Você certamente já ficou bastante frustrado ao brincar nas máquinas de bichinhos de pelúcias por ter quase pego aquele urso, pato ou gato, vendo-o escapar das garras metálicas e cair novamente em meio aos outros brinquedos. Se você, em algum momento, acreditou que o sucesso de pegar o bichinho de pelúcia não depende exclusivamente das suas habilidades com o joystick, você está certo, pois também depende da sorte.

Pelo menos, é isso o que o site Vox diz – que grande parte das máquinas de bichinhos é fraudada para você não ganhar. Essas máquinas estão programadas para você perder, porém de um modo bastante esperto e que provavelmente poucos iriam desconfiar, já que de vez em quando há um afortunado que consegue pegar um bichinho de pelúcia ou brinquedo.

Enquanto algumas pessoas acham que pegar os bichinhos é algo difícil devido ao fato de eles estarem amontoados, há outra explicação: a garra para pegar os itens da máquina está programada para fazer menos força em praticamente 90% das vezes. Os itens quase sempre caem devido à leveza com que a garra toca os brinquedos, e não à falta de habilidade da pessoa.

Os próprios donos dessas máquinas podem ajustar a taxa de queda e o grau de força da garra – facilitando ou dificultando a vida de quem está querendo pegar o bichinho ou o brinquedo. Em outras palavras, é possível estabelecer um número de tentativas “X” para que só em um desses momentos a garra funcione corretamente. E, quando isso ocorrer, é bom que o jogador saiba aproveitar a hora para realmente pegar o bichinho. Veja o vídeo do Vox (em inglês) abaixo:

Por exemplo, de 15 tentativas, somente em uma delas a máquina vai funcionar de modo correto e justo, com força suficiente para que o objeto desejado realmente seja pego. Isso não é nenhum segredo, já que faz parte da indústria. Contudo, não deixa de ser um tanto revoltante. Cabe aos donos dessas máquinas estabelecer o quão justa a garra será e de quanto em quanto tempo será dada a chance real – e é claro que alguém tem que ganhar de vez em quando, ou ninguém iria pagar por tentativas inexistentes.

Nos Estados Unidos, as máquinas caça-níqueis são reguladas pelos estados para que não sejam 100% injustas com as pessoas. Contudo, o mesmo não ocorre com as de bichinhos de pelúcias. E, apesar de grande parte das pessoas ao menos desconfiar de que essas máquinas não funcionam corretamente, muitos continuam a gastar dinheiro em tentativas frustradas, talvez pelo simples ato divertido de jogar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.