Inglês gasta o equivalente a R$ 935 mil para transformar caverna em lar
1.580
Compartilhamentos

Inglês gasta o equivalente a R$ 935 mil para transformar caverna em lar

Último Vídeo

O inglês filho de italianos Angelo Mastropietro, hoje com 38 anos, tinha 22 quando se mudou para a Austrália tentando fazer fortuna. Depois de conquistar seu objetivo, voltou para casa com um plano bem diferente em mente: transformar uma caverna que visitou em sua juventude em um lar.

Em 2007, o empresário foi diagnosticado com esclerose múltipla, uma doença degenerativa ainda sem cura, o que fez com que ele passasse um longo período paralisado. Ele afirma que passou esse tempo repensando a respeito do que realmente era importante em sua vida. Angelo decidiu que queria estar em um lugar em que se sentisse feliz e saudável e deixar o agitado mundo corporativo para trás.

A oportunidade para fazer isso surgiu em uma viagem para a Inglaterra em 2010, quando ele passou por uma propriedade com uma caverna abandonada na floresta Wyre, em Worcestershire. A região idílica supostamente inspirou J.R.R. Tolkien a criar a Terra-Média. A caverna com quatro cômodos rudimentares havia sido usada como habitação por mais de 300 anos, mas foi completamente abandonada no final dos anos 1940. O britânico já havia estado no local antes, quando se abrigou de um temporal na mesma caverna em 1999.

Ele então decidiu voltar para a Inglaterra, comprar a propriedade, o que custou 62 mil libras esterlinas (cerca de R$ 358 mil), e transformar aqueles cômodos escavados na rocha em seu lar. Angelo impôs a si mesmo completar o projeto em nove meses, com um orçamento de 100 mil libras (cerca de R$ 577 mil), fazendo a maior parte do trabalho sozinho, mesmo com as limitações de sua doença. Mais de mil horas de escavação e 80 toneladas de pedras depois, você pode conferir o resultado na galeria acima.

Se você tivesse tempo e dinheiro o bastante sobrando, a que tipo de projeto pessoal gostaria de se dedicar? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.