Treta: fãs de Dory pedem que pais não levem crianças pequenas ao cinema
3.519
Compartilhamentos

Treta: fãs de Dory pedem que pais não levem crianças pequenas ao cinema

Último Vídeo

O que era para ser só uma brincadeira no Facebook virou briga entre fãs da peixinha Dory e pais furiosos. Tudo começou quando a página “O Camundongo” compartilhou uma imagem com um pedido inusitado:

Um recado sincero:

Esta semana, quando “Procurando Dory” estrear, eu não quero ter que empurrar suas crianças, mas eu vou. Deixem nós, bebês dos anos 90, irmos ao cinema primeiro, porque esperamos treze anos para isso.

Se seu filho tem menos de 12 anos, ele ou ela não vai gostar. Vocês podem comprar o Blu-ray quando sair, mais não encham a sala de cinema com essas crianças que enxergam somente peixes. É sério.

Página deixou recado para os pais

A postagem, que já tem mais de 30 mil compartilhamentos e 2,4 mil comentários, virou lugar de discussão entre as pessoas que apoiam o pedido e os pais que afirmam que os pequenos têm tanto direito quanto qualquer adulto.

Stephanie Nereu, uma das seguidoras da página, ficou revoltada com o assunto e comentou: “Gente?! Que loucura é essa? O filme é infantil e meu filho tem tanto direito a ver esse filme quanto vocês! Querem exclusivismo, comprem vocês o Blu-ray e se tranquem em seus quartos, já que não conseguem conviver em sociedade”.

"Continue a nadar"

Do outro lado, o participante Giovanni Oliveira defendeu a publicação: “Gente, vocês não entenderam o post (como sempre). Primeiro que é uma piada. Segundo que quem mais está na expectativa pra assistir Procurando Dory são aqueles que já tem mais de 18 anos, pois viram o primeiro filme quando criança (assim como em Toy Story 3 onde a maioria das sessões tinham mais adultos que crianças, e que com certeza não tiveram a mesma experiência emocional com o filme como os mais velhos). O problema não é levar crianças pro cinema, o problema é levar crianças que não estão afim de ver o filme e/ou que não sabem se comportar num cinema. Já vi filmes com crianças que ficaram em silêncio assistindo e outras que só conversavam, gritavam, pulavam, chutavam a poltrona da frente etc. Foi um inferno! Então, são essas crianças que a gente não quer que vá, porque vão estragar um momento especial que nós estamos esperando há 13 anos!” (sic).

Além da polêmica campanha, um alerta tem preocupado os defensores dos animais. Segundo os pesquisadores da National Geographic, quando o longa “Procurando Nemo” estreou em 2003, a procura pelos peixes-palhaço aumentou consideravelmente. Com a estreia da continuação, o receio é de que esses animais sejam capturados de forma não sustentável, colocando em risco a espécie.

Se o seu filho quiser um Nemo, compre um de pelúcia

Os defensores dos direitos dos animais pedem que a Disney passe esse alerta antes do filme, para desestimular quem pensa em comprar um peixe. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.