Deputado Marco Feliciano é acusado por suposto assédio e abuso sexual
4.986
Compartilhamentos

Deputado Marco Feliciano é acusado por suposto assédio e abuso sexual

Último Vídeo

Brasília está fervendo nesta quarta-feira (3) e não tem nada a ver com o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff ou com o julgamento que vai definir se o deputado federal Eduardo Cunha será cassado: a nova bomba envolve o pastor-deputado Marco Feliciano, do PSC, que teria agredido e assediado sexualmente uma militante de seu partido.

A jovem de Brasília tem 22 anos e não teve seu nome divulgado. Ela mostrou prints de uma suposta conversa com o deputado em que ele alega que ninguém acreditaria nela. A história diz que ambos se aproximaram ao frequentarem a mesma igreja e que Feliciano teria se oferecido para ser o guia espiritual dela.

No dia 15 de junho, a jovem teria sido agredida pelo pastor no apartamento funcional dele em Brasília. Uma desconhecida teria, inclusive, acionado a campainha do local após ouvir gritos e o pastor-deputado teria dito que ela se enganara. A mulher explica que por pouco escapou de um abuso sexual.

Supostos crimes teriam acontecido no apartamento funcional de Marco Feliciano

"A carne é fraca"

Leandro Mazzini, do blog Coluna Esplanada, alega que recebeu as acusações há uma semana e divulgou as supostas provas nesta terça-feira (2). Nos prints de conversas do WhatsApp, a jovem diz que ficou assustada com o comportamento de Feliciano, que teria dito que “a carne é fraca” e que os dois haviam sofrido um abuso, já que a moça era bonita.

Depois desse caso, Marco Feliciano ainda teria se encontrado com a jovem e deletado a conversa dos dois à força do celular dela. Entretanto, ela teria resgatado o diálogo através de seu perfil no iCloud. De acordo com Mazzini, dois funcionários do PSC teriam confirmado que o número divulgado pela jovem era mesmo utilizado pelo deputado.

Desde que resolveu divulgar o caso, a jovem está passando por um inferno: supostos assessores do PSC teriam entrado em contato com ela e tentado intimidá-la a não fazer um boletim de ocorrência. A jovem, que é youtuber, teria gravado um vídeo em que elogia Marco Feliciano e dito que a história era mentirosa – mesmo tendo sido ela que começou a divulgá-la, de acordo com o colunista.

Jovem frequentaria a mesma igreja de Marco Feliciano

O outro lado

“Tenho uma honra ilibada e tais acusações são descabidas. Respeito minha família, o povo brasileiro e principalmente minha fé! E peço que assim o façam! Assim eu encerro tal assunto, deixando nas mãos das autoridades”, diz uma nota do pastor-deputado Marco Feliciano sobre o caso no qual se viu envolvido.

Feliciano também explicou que desconhece as acusações, mas que conhece a jovem por meio de seus trabalhos contra o aborto e a favor das causas sociais na mesma igreja em que ele participa. Como a história ainda está mal explicada, a jovem supostamente estaria negociando para contá-la em detalhes a grandes veículos de comunicação. O jeito é esperar para ver...

Enquanto isso, veja os supostos prints divulgados pela coluna de Leandro Mazzini.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.