(Fonte da imagem: Reprodução/SAP-SP)

Um fato inesperado está intrigando a Polícia Civil de Pirajuí (uma cidade que fica a 384 km de Sâo Paulo). Dois pombos foram encontrados nas proximidades de uma penitenciária, ambos com pequenas mochilas que carregavam celulares. Ao que tudo indica, eles estavam sendo utilizados para levar os telefones para dentro da cadeia, para que fossem utilizados por internos.

Mas ao contrário do que parece, as aves não devem ter sido treinadas pra isso. Segundo um delegado envolvido no processo, o mais provável é que alguém esteja alimentando os pombos no lado de fora do presídio. Como os animais possuem ninhos no interior da cadeia, eles seriam obrigados a voltar para lá. E, se aproveitando disso, o “tratador” pode ter colocado as mochilinhas e os celulares nos pássaros.

Vale dizer que ainda não foi comprovada a teoria supracitada. A polícia já pediu a quebra de sigilo de um dos telefones encontrados (o único que estava com chip) para que possa identificar a origem do aparelho.

Fonte: Folha