(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)
Depois de anos de sucesso profissional, um empresário, dono de uma das locadoras mais marcantes de Nova York, decide enviar sua incrível coletânea de VHS e DVDs para uma pequena cidade da Itália — onde a coleção pode ter recebido um destino imprevisível e caído nas mãos da máfia. Tal história pode até soar como tivesse saído realmente de um longa-metragem, mas é baseada no intrigante destino da loja Mondo Kim e sua coleção de 55 mil fitas e DVDs.

De 1995 até janeiro de 2009, a Mondo Kim se consagrou como uma das melhores megastores da “Big Apple”. No entanto, mesmo com a fama e seus milhares de clientes, ela não conseguiu escapar da falência, que seria ocasionada pela diminuição das vendas de DVDs no mercado (graças à web) e com o aparecimento de serviços como o Netflix.

Segundo um artigo publicado pelo site The Village Voice, o que aconteceu depois do fechamento da loja é o que ainda intriga muitas pessoas.

O estranho destino da coleção de 55 mil filmes

Em 2008, Kim, o dono do empreendimento, anunciou aos seus clientes que o negócio estava perto do fim e que ele ofereceria para qualquer instituição sua coleção com a condição de que ela fosse conservada em um espaço amplo — e que ainda fosse permitido o acesso dos membros fiéis ao Mondo Kim com a cobrança de uma taxa mínima.

O destino escolhido por Kim, no entanto, não era nenhuma das instituições, escolas ou empresas de Nova York. Na verdade, não era nem mesmo na América, e sim do outro lado do oceano: na cidade de Salemi, Itália. Lá, houve a promessa de que a coleção continuaria aberta para os cinéfilos e seguiria todas as exigências apresentadas por Kim.

Mas muitas suposições começaram a nascer depois dessa mudança. O ex-proprietário da Mondo Kim afirma que não tem mais nenhuma notícia de sua coleção há mais de um ano. Alguns ainda acreditam que esse tesouro cultural pode ter realmente desaparecido na obscuridade, caindo nas mãos da máfia.

Para saber todos os detalhes dessa longa e intrigante história, clique aqui e acesse o artigo (em inglês) publicado pelo The Village Voice. O que você acha que realmente pode ter acontecido?

Fonte: The Village Voice e The Verge