Saiba quem são os 10 traficantes mais procurados do mundo
87
Compartilhamentos

Saiba quem são os 10 traficantes mais procurados do mundo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Como você sabe, há cerca de um mês, El Chapo Guzmán, o traficante mais procurado do mundo foi capturado e preso. No entanto, isso não significa que as autoridades não têm mais criminosos para caçar! Nathaniel Janowitz, do portal Vice, conversou com o DEA, o órgão de combate às drogas do Governo dos EUA, e descobriu quem são os 10 traficantes mais buscados do planeta. Veja a seguir:

1 – Ismael Zambada García

Organização: Cartel de Sinaloa

País: México

Também conhecido pelo apelido de “El Mayo”, Ismael é uma figura lendária do tráfico de drogas mexicano e se dedica a comercializar uma ampla variedade de narcóticos, como maconha, heroína, metanfetamina e cocaína. Apesar de as autoridades estimarem que o traficante tenha por volta de 60 anos, dizem que ele nunca passou um dia sequer na prisão. Vários membros de sua família foram presos nos últimos anos, mas El Mayo continua foragido.

2 – Rafael Caro Quintero

Organização: Cartel de Sinaloa

País: México

Quintero é um dos fundadores do cartel de Sinaloa e chegou a ser capturado durante uma operação policial nos anos 80. Na época, o traficante foi sentenciado a 40 anos de prisão, mas, em 2013, ele foi libertado por conta de um detalhe técnico no processo.

O problema é que, quando um novo mandado foi emitido para pôr Quintero novamente atrás das grades, o traficante já havia desaparecido. Muitos acreditam que ele voltou à ativa, e atualmente o DEA, órgão de combate às drogas dos EUA, oferece uma recompensa de US$ 5 milhões por informações que levem à captura do mexicano.

3 – Nemesio Oseguera Cervantes

Organização: Cartel de Jalisco Nueva Generación

País: México

Apelidado de “El Mencho”, Nemesio Oseguera Cervantes é o chefão mais conhecido do Cártel de Jalisco Nueva Generación, o cartel em maior expansão no México atualmente, ficando apenas atrás do de Sinaloa, com o qual o CJNG supostamente mantém uma aliança.

Com “El Chapo” ocupando boa parte das manchetes relacionadas com o tráfico de drogas no ano passado, “El Mencho” ganhou pouca atenção da mídia — apesar de ter organizado diversos ataques contra as forças policiais e inclusive de ter derrubado um helicóptero militar. Mas, com a recente prisão de Guzmán, a caça a Nemesio foi retomada, e vários integrantes do cartel, assim como o irmão e o filho do traficante, já foram presos.

4 – José Adán Salazar Umaña

Organização: Texis

País: El Salvador

É impossível esperar boa coisa de alguém apelidado de “Chepe Diablo”, não é mesmo? No entanto, dizem que José Adán encoraja seus colaboradores a evitar carregar armas, mas sim conseguir o apoio de policiais corruptos para que eles possam trabalhar mais tranquilamente e em segurança.

Mas, além de se dedicar ao tráfico de drogas, Chepe Diablo também cria gado, é dono de uma rede de hotéis e foi dirigente da primeira divisão de futebol de El Salvador. Isso significa que o chefão tem muitos amigos importantes no país, o que permite que ele exerça suas atividades sem muito problema.

5 – Dario Antonio Úsuga

Organização: Clan Úsuga

País: Colômbia

Dario Antonio Úsuga, também conhecido pelo apelido de “Otoniel”, é o líder do maior cartel colombiano, e atualmente o Governo dos EUA oferece uma recompensa de US$ 5 milhões por informações que levem à sua prisão. A organização do traficante fica localizada próximo à fronteira do Panamá, e de lá Otoniel comanda operações relacionadas com produção e comercialização de cocaína, extorsão e tráfico de seres humanos.

Segundo as autoridades, o Clan Úsuga (ou Los Urabeños) possui 2 mil membros ativos, e existem indícios de que o cartel aceita boa parte do pagamento pela cocaína em armas. Ademais, com a organização ganhando cada vez mais poder na Colômbia — por meio de violentos conflitos com cartéis rivais —, tanto a polícia como as forças militares do país intensificaram o combate ao clã e inclusive iniciaram ataques aéreos contra o grupo.

6 – Gerson Gálvez Calle

Organização: Barrio King

País: Peru

Também conhecido como “Caracol”, Gerson Gálvez Calle é o criminoso pais procurado do Peru, além de aparecer na listinha negra da Interpol. Segundo as autoridades, o maior desejo do traficante é o de transformar a sua organização — a Barrio King — no primeiro cartel do Peru, e poder competir como igual com os maiores traficantes do México.

Caracol chegou a passar 12 anos preso — depois de ser condenado por tráfico de drogas, assalto e tentativa de assassinato —, e dizem que ele controlava as atividades de sua organização da cadeia. No entanto, ele saiu em liberdade no ano passado e desapareceu, e as suspeitas são de que ele se encontra no Equador ou... adivinhe! Aqui no Brasil.

7 – Wei Hsueh-Kang

Organização: Movimento Nacionalista Wa

País: Birmânia

O homem com cara de bravo da foto acima se chama Wei Hsueh-Kang e comanda um exército estimado em 30 mil homens armados. Eles formam uma força rebelde chamada Movimento Nacionalista Wa, que controla uma vasta região produtora de drogas conhecida como Triângulo Dourado.

As autoridades internacionais acreditam que o grupo, além de ser um grande produtor de metanfetamina, seja o principal traficante de heroína do sul da Ásia — e possivelmente do mundo. Hsueh-Kang tem 63 anos de idade e está na mira da Justiça desde os anos 90, e o Governo dos EUA está disposto a pagar recompensa de US$ 2 milhões para quem dê pistas que levem à captura do criminoso.

8 – Haji Lal Jan Ishaqzai

Organização: não identificada

País: Afeganistão

Entre as décadas de 80 e 90, Ishaqzai — de quem não temos uma foto — se tornou o maior produtor de heroína do Afeganistão e, por ser um grande amigo de Ahmed Wali Karzai, irmão do ex-presidente do país, Hamid Karzai, conseguiu escapar das autoridades durante anos.

O afegão se tornou um dos traficantes mais procurados do mundo e chegou a ser preso em 2012. Contudo, Ishaqzai conseguiu escapar dois anos depois, após pagar propinas que somaram US$ 14 milhões aos oficiais da cadeia onde ele se encontrava. Desde então, ele está foragido — e voltou para a lista do DEA.

9 – Rocco Morabito

Organização: 'Ndrangheta

País: Itália

Morabito é um dos grandes chefões da 'Ndrangheta, uma das organizações mafiosas mais poderosas da Itália. O tráfico de drogas é uma das atividades mais rentáveis do grupo — que conta com um número estimado em 60 mil membros espalhados pelo mundo —, portanto não é de se estranhar que a 'Ndrangheta mantenha laços estreitos com cartéis da América Latina.

O atual paradeiro de Morabito é desconhecido, mas existem rumores de que ele possa ter vindo viver aqui no Brasil — de onde mantém contato com os cartéis da América do Sul e facilita o envio de drogas para a Europa.

10 – Semion Mogilevich

Organização: Bratva

País: Rússia

Na verdade, Semion Mogilevich é de origem ucraniana,e não russa, mas, atualmente, ele seria o chefe dos chefes da “Bratva”, ou seja, dos grupos de crime organizado que surgiram na União Soviética no final dos anos 80. Mogilevich é considerado o mafioso mais perigoso do mundo pelo FBI, e o tráfico de drogas é apenas mais uma das muitas atividades ilegais que ele comanda.

Em 2008, Mogilevich foi preso ao melhor estilo Al Capone, ou seja, por sonegação de impostos, mas foi posto em liberdade um ano mais tarde. Foi então que o criminoso entrou para a lista dos norte-americanos de mais procurados do mundo, porém, como os EUA não possuem um tratado de extradição com os russos, a coisa foi temporariamente deixada pra lá. Dizem as más línguas que o chefão é amiguinho de Vladimir Putin e que ele vive livre, leve e solto na Rússia.

Como você propõe acabar com o tráfico de drogas? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.