4 sequestrados que conseguiram escapar de seus captores
402
Compartilhamentos

4 sequestrados que conseguiram escapar de seus captores

Último Vídeo

É difícil prever como as pessoas vão reagir quando ficam face a face com o perigo. Há quem se desespera e arranca os cabelos, quem fica petrificado e não consegue sair lugar e quem simplesmente para de raciocinar direito.

Por outro lado, também existem aqueles capazes de manter a calma e aproveitar o momento certo para agir, como é o caso dos quatro exemplos que reunimos — a partir de um artigo do pessoal do portal Cracked — de pessoas que foram sequestradas e conseguiram escapar de seus captores. Veja a seguir:

1 – O jornalista esperto

Em 2010, Kosuke Tsuneoka, o japonês que você pode ver na foto abaixo, atuava como correspondente de guerra em Kunduz, no Afeganistão, quando foi capturado por rebeldes do grupo Hezbi Islami — que ameaçaram matá-lo se o Japão não pagasse o resgate. Mas, um belo dia, cinco meses após Kosuke ser sequestrado, um de seus captores resolveu comprar um smartphone e descobriu que não sabia mexer no aparelho.

O afegão deve ter visto os olhos puxadinhos de Kosuke e imaginado que ele entendia das coisas, pois pediu para o japonês ajudá-lo a configurar o celular. O jornalista, então, aproveitou a oportunidade para apresentar um maravilhoso mundo novo ao rebelde: a internet. Entre baixar um aplicativo e outro no aparelho, Kosuke sorrateiramente instalou o Twitter, acessou sua conta e avisou todo mundo que ainda estava vivo.

E alguns minutos depois do primeiro tweet, Kosuke mandou um segundo, informando sua localização e o nome do seu sequestrador. No fim, o jornalista foi libertado no dia seguinte — e a justificativa dada pelos rebeldes foi que o japonês havia sido poupado porque ele tinha se convertido ao islamismo.

2 – O ator talentoso

Consegue reconhece o cara da imagem a seguir? Ele é o ator britânico Benedict Cumberbatch, famoso por interpretar Sherlock Homes na série “Sherlock” e por sua participação em filmes como “12 Anos de Escravidão”, “O Jogo da Imitação” e “Star Trek – Além da Escuridão”. Pois, há cerca de 10 anos, enquanto Cumberbatch se encontrava na África do Sul gravando uma minissérie da BBC — chamada “To the Ends of the Earth” —, ele foi sequestrado.

O ator estava retornando ao hotel com uma colega de elenco e um amigo sul-africano, quando o trio teve que parar no meio do caminho para trocar o pneu do carro em que se encontravam. Foi então que uma gangue armada apareceu, começou a revistar todo mundo em busca de dinheiro, armas e drogas e forçou Cumberbatch e seus acompanhantes a entrar no veículo.

As três vítimas foram amordaçadas e, depois de os bandidos circularem por algum tempo, eles pararam e tentaram forçar Cumberbatch a entrar no porta-malas do automóvel. Nesse momento, a veia artística do ator saltou, e ele começou a argumentar com os raptores, dizendo que, se ele fosse preso em um local pequeno, ele provavelmente teria um ataque e morreria — e um homem britânico morto no porta-malas do carro dos bandidos seria um problemão.

Por sorte, a história colou e os bandidos começaram a discutir sobre o que iam fazer com Cumberbatch e seus amigos. No fim, os três foram libertados sem sofrer nenhum dano — e o ator merecia receber um Oscar pela atuação que salvou sua vida e a de seus companheiros.

3 – A menina ninja

Preste atenção na menininha doce e delicada da foto que inserimos logo abaixo. Se você fosse um sequestrador, você acha que teria muitos problemas com ela? Pois os caras que sequestraram a garota — que se chama Erica Pratt — subestimaram sua fúria infantil e se deram bem mal.

Tudo aconteceu em 2002, quando Erica tinha 7 anos de idade, e dois malandros da vizinhança ouviram que um familiar dela tinha acabado de falecer e deixado um seguro de vida. Os bandidos foram atrás de Erica por achar que ela seria um alvo fácil; eles a capturaram, a vendaram, prenderam suas perninhas e mãozinhas com silver tape e a jogaram em um porão escuro — para passar a noite sozinha e amedrontada.

O que os sequestradores não imaginavam é que, enquanto eles se ocupavam de negociar o resgate, a pequena tratava de escapar. Assim, em vez de se entregar ao medo, Erica passou a noite roendo a fita que prendia suas mãos e, depois que se livrou dela, ela liberou suas pernas, arrombou a porta do porão e conseguiu chegar a uma janela — de onde começou a gritar feito uma louca.

O escândalo da menina alertou os vizinhos que, por sua vez, chamaram as autoridades. Em poucos minutos, Erica estava em segurança, e os sequestradores — que, por sorte, não estavam em casa no momento em que a menina escapou ou, do contrário, ela provavelmente teria chutado o traseiro dos dois! — foram encontrados e presos mais tarde.

4 – O garoto audacioso

Imagine que você está com um grupo de mochileiros se aventurando pelas montanhas da Colômbia quando, de repente, um bando de guerrilheiros aparece, e todos vocês são sequestrados! O que você faria? O inglês Matthew Scott passou por essa situação em 2003, quando tinha 19 anos; ele aguardou o momento certo para desembestar pela montanha e pular de um penhasco.

Os guerrilheiros sequestraram oito turistas e conduziam todos por uma estreita trilha na lateral da montanha quando começou a chover torrencialmente. Matthew aproveitou a pouca visibilidade para escapar e, após ouvir o barulho de água corrente, saltou da montanha torcendo para que fosse um rio. O jovem destemido deu sorte, nadou até uma das margens — e passou os 12 dias seguintes vagando pela selva até encontrar socorro.

E não pense que o período em que ele permaneceu caminhando foi um alegre passeio pela floresta. Matthew passou todo esse tempo sem se alimentar e, quando finalmente foi resgatado, o jovem estava desidratado, morto de fome e exausto. No fim das contas, os demais mochileiros foram libertados 3 meses mais tarde, mas Matthew certamente é o que tem a melhor história para contar da experiência.

*Publicado em 04/02/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.