5 crimes que foram fotografados e transmitidos ao vivo
680
Compartilhamentos

5 crimes que foram fotografados e transmitidos ao vivo

Último Vídeo

1. Transmissão ao vivo para decidir futuro de criança

No dia 13 deste mês, mais um ataque terrorista chocou a França: por volta das 21 horas, o marroquino Larossi Abdalla esfaqueou o agente da polícia de Les Mureaux em frente à casa em que este morava. Depois, entrou na residência e matou a mulher do agente, que também era policial.

Fazendo o filho do casal, de apenas 3 anos, de refém, ele fez uma transmissão ao vivo no Facebook, em que discutia com os seus seguidores o que fazer com a criança.

Larossi Abdalla

No vídeo, que durou 12 minutos, ele disse: "Vamos fazer da Eurocopa um cemitério. Acabei de matar um policial e sua mulher. Estou seguindo as ordens de (Abu Bakr) Baghdadi para matar os infiéis em suas casas com suas famílias."

Uma equipe de elite da polícia tentou negociar com o terrorista, mas, sem sucesso, invadiu a residência e matou Larossi. O menino foi socorrido sem ferimentos.

Terrorista e vítimas do atentado

Em 2013, o homem já havia sido condenado por ligação com o jihadismo e tinha uma lista que continha mais de 100 vítimas em potencial.

 2. Estupro no Periscope

Durante uma festa em abril deste ano, em Ohio, nos Estados Unidos, Raymond Boyd Gates, de 29 anos, violentou uma garota menor de idade. A amiga da vítima, Marina Alexeevna Lonina, de 18 anos, transmitiu o crime ao vivo no Periscope.

Marina e Raymond foram condenados por estupro de vulnerável

As autoridades foram contatadas quando um amigo da vítima viu o vídeo e ligou para a polícia. Os jovens receberam sete indiciamentos e, somadas, a pena de Raymond e Marina passa dos 40 anos.

3. Homem é assassinado enquanto fazia vídeo para o Facebook

Em junho deste ano, Antonio Perkins, de 28 anos, fazia uma transmissão ao vivo para o Facebook em frente à sua casa, em Chicago, nos Estados Unidos, quando recebeu diversos disparos na cabeça e no pescoço.

Esta foi a segunda vez nos últimos meses que um ataque a tiros é transmitido ao vivo nesta rede social. A filmagem não identificou o culpado pelo crime.

4. Homem mata a namorada e posta foto ao lado do corpo

Kenneth Alan Amyx, 45, foi acusado de esfaquear a namorada, Jennifer Streit-Spears, de 43 anos, e publicar fotos ao lado do corpo no Facebook da vítima com a legenda: “Por favor, rezem por nós”. 

O crime, que aconteceu no final de maio deste ano, no Texas, chocou a família e os amigos de Jennifer. Ele ainda teria enviado as imagens para o celular da mãe da vítima, que imediatamente contatou a polícia.

Kenneth assassinou a namorada

Segundo depoimento do homem, o casal estava bebendo quando ambos decidiram se matar. Porém, Jennifer teria mudado de ideia, o que fez Kenneth "acabar com ela". Ele foi preso com fiança fixada em mais de 2 milhões de reais.

5. Jovens de 13 e 14 anos matam uma mulher e tiram selfies

Em dezembro de 2014, duas jovens britânicas, de 13 e 14 anos, atacaram Angela Wrightson, de 39 anos, em sua casa em Hartlepool, Inglaterra. Elas passaram cerca de cinco horas torturando a mulher e a mataram usando pedaços de madeira, um aparelho de televisão e outros objetos da casa. A vítima apresentava mais de 100 ferimentos, a maioria no rosto.

Jovens pegaram prisão perpétua

As adolescentes amarraram a vítima e, durante o crime, postaram selfies. Elas foram condenadas a prisão perpétua.

BÔNUS

Provas de um crime no Snapchat

Três semanas após se mudar para uma casa nova com o namorado e amigos, a jovem Stephanie Hernandez, de 21 anos, foi assassinada cruelmente. Horas antes do crime, ela havia enviado várias fotos para o Snapchat, em que o seu namorado, Rafael Gonzalez, aparecia apontando uma arma para a câmera e depois para a cabeça de Stephanie.

Jovem foi morta pelo namorado

Em depoimento, a mãe da vítima revelou que encontrou a jovem morta por ferimento de bala e a casa toda suja de sangue e saqueada. Rafael foi preso dias depois do crime.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.