(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

A NASA divulgou em seu site informações sobre a existência de água na superfície de uma das luas de Saturno, Encélado, o que poderia oferecer condições para a existência de vida.

De acordo com os dados coletados pela sonda espacial Cassini, existem mais de 90 gêiseres de diversos tamanhos emitindo vapor de água, partículas de gelo e componentes orgânicos, o que poderia indicar a presença de um vasto mar subterrâneo sob a superfície gelada da sexta lua de Saturno. Além disso, a sonda constatou que a salinidade dessas águas é semelhante à encontrada nos oceanos terrestres.

Carolyn Porco, chefe da equipe de imagens científicas da sonda, afirmou que Encélado é o local mais promissor para o estudo da astrobiologia de que se tem conhecimento, pois não é necessário sequer perfurar a superfície do satélite para coletar material para estudo. Basta sobrevoar a superfície e atravessar as colunas de partículas.

Ecossistemas alienígenas

Além disso, os cientistas acreditam que Encélado poderia guardar ecossistemas similares aos existentes nas profundezas da Terra, embora todas as reações ocorram completamente na ausência de luz solar.

A sonda Cassini foi lançada em 1997 com o objetivo de estudar as mudanças climáticas em Saturno e suas luas, fazendo parte de uma missão conjunta entre a NASA, a ESA — agência espacial europeia — e a agência espacial italiana. A missão da sonda deve prosseguir até 2017.