(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

A NASA divulgou a imagem de um rio — que parece uma versão em miniatura do Nilo — encontrado pela sonda espacial Cassini na superfície de Titã, a maior lua de Saturno. De acordo com a agência norte-americana, o curso hídrico apresenta 400 quilômetros de extensão, sendo esta a primeira vez que se registram imagens de um sistema fluvial dessas proporções e com tão boa resolução fora do nosso planeta.

Segundo os cientistas da NASA, embora o rio apresente alguns meandros, ele é praticamente reto e conta com um curso na forma líquida. Contudo, o “Nilo” de Titã não é composto por água, mas sim por hidrocarbonetos como o metano ou o etano. Ainda de acordo com os pesquisadores, sua trajetória praticamente reta indica que o rio provavelmente segue uma fratura presente na superfície da lua de Saturno.

Conforme explicou a NASA, fraturas como essa não implicam na existência de uma tectônica de placas em Saturno, como ocorre no nosso planeta. Entretanto, elas podem levar à formação de bacias e, até mesmo, de grandes mares. Titã é o único corpo celeste conhecido até o momento — além da Terra — no qual já foi detectada a presença de líquido em sua forma estável sobre a superfície.