Conheça os 10 prostíbulos mais luxuosos do mundo
129
Compartilhamentos

Conheça os 10 prostíbulos mais luxuosos do mundo

Último Vídeo

Atenção! Se você se incomoda com temas que envolvam sexo ou violência, ou tem menos de 18 anos, é melhor parar por aqui. Caso contrário, é só prosseguir para o nosso artigo.

*****

Seja na internet ou na vida real, a indústria do sexo gera bilhões de dólares em todo o mundo. Contudo, em países nos quais os prostíbulos são legalizados, o dinheiro envolvido chega a alcançar quantias monstruosas. Um exemplo é a Alemanha: sozinho, o país gera com seus bordéis mais de US$ 17 bilhões anuais — cerca de R$ 48 bilhões por ano.

Nada de botecos capengas, cerveja por R$ 1 e depressivas danças de colo. Nos prostíbulos que você vai ver a seguir, a decoração é apenas um dos pontos principais. Os lugares são regados por drinks caros, mulheres e homens considerados "modelos" e itens que só uma boa quantia em dinheiro pode pagar.

Normalmente, para manter um status superior, estes bordéis também fazem uma combinação com boate, ou danceteria. E eles atraem centenas de clientes semanalmente. Conheça todos estes lugares na lista abaixo.

1. Café Millenium, Brasil

O Café Millenium é um dos bordéis que está mudando o cenário deste tipo de negócio no Brasil. Além da decoração top de linha e ar europeu, ele não vende apenas sexo: há um restaurante, palco para shows, centro fitness, salão de beleza e lojas de diversos itens.

Por lá, o cliente encontra uma piscina e um espaço confortável para cerca de 800 pessoas. Normalmente, o salão é preenchido por 200 mulheres. Além disso, o Millenium possui 60 quartos de hotel — e com uma espera média de 40 minutos para conseguir um.

Para entrar no Café, é necessário desembolsar R$ 100 (que pode ser usado no crédito no bar ou restaurante) e R$ 70 para alugar uma suíte por 1 hora. Já os serviços são negociados diretamente com as acompanhantes, porém, o valor mínimo da casa é de R$ 175.

2. Yab Yum, Holanda

Também em Amsterdam, este bordel se encontra em uma casa do século 17, mas foi fechado em 2008. Um empresário adquiriu o espaço em 2013 e o transformou em museu. Hoje, aberto ao público, as profissionais que trabalhavam por lá foram substituídas por manequins — não, não é possível ir para a cama com as bonecas de gesso.

3. Gentleman's Club Leonardo, República Tcheca

Com ar europeu moderno, este bordel fica em Praga e cobra cerca de US$ 150 (R$ 400) a hora. Caso você dê um pulo até lá, o cartão VIP Gold oferece descontos após o primeiro "serviço", cobrando US$ 90 (R$ 250). O local ainda oferece um serviço de acompanhante (24 horas, por US$ 1,8 mil, cerca de R$ 5 mil).

4. Lush, Austrália

Não há muitas informações sobre o lugar, já que eles não costumam fornecer muitos dados sobre a casa. Mas o Lush, em Marcoola, oferece homens e mulheres torneadas por US$ 276 (R$ 800) durante uma hora. Um show voyer de 20 minutos sai por módicos R$ 200.

5. Sheri's Ranch, EUA

Se você está em Las Vegas, o Sheri's é o bordel legalizado mais próximo: ele fica em Nevada. O prostíbulo também funciona como resort. Caso haja interesse, o site oficial do lugar apresenta ilustrações úteis sobre os serviços oferecidos.

6. Pink Palace, Austrália

Dentro de um prédio sóbrio, o Pink Palace pode ser reconhecido por suas placas em neon. Dentro dele, há um bar que traz uma sensação vitoriana: são sofás de veludo, madeiras para todo lado, persianas e mesas de sinuca. O serviço mais barato, de 20 minutos, custa US$ 102 (R$ 300). Já 1 hora com acompanhante sai por apenas R$ 800.

7. Club LV, Holanda

Localizado em Amsterdam, o famoso "sex club" também compreende o serviço de acompanhantes Lady Valentine. Sua decoração é moderna e traz uma sensação asiática aos seus clientes. Ele possui oito quartos decorados com pele de leopardo e drinks que vão esvaziar os seus bolsos. Infelizmente, não temos como dizer os preços, já que o Club LV não divulga valores sem uma visita.

8. Paradise, Alemanha

A Paradise é uma rede de bordéis: mais ou menos como McDonald's, com restaurantes por todo o país, a diferença é que eles não vendem hambúrgueres com molho e queijo. Sua matriz é gigantesca e abriu quando a Alemanha legalizou a prostituição em 2002.

9. Harem, Austrália

Localizado em Melbourne, é necessário muita bala na agulha para utilizar os serviços: uma hora de programa custa cerca de R$ 1,1 mil.  O bordel tem uma decoração que relembra o século 19, sendo recheado de estátuas douradas e colunas. Na ativa há mais de 25 anos, os donos e clientes não chamam o Harem de "bordel", e sim de "Gentleman's Cub".

10. Penthouse, Austrália

Muito bem escondido, este bordel se encontra entre duas lojas. Mas não há placas, numeração ou aviso de sua presença na rua: apenas uma porta escura fechada. Lá dentro, o cliente encontra móveis, luzes e quadros Art Deco. O seu site também é uma porta de entrada para usuários. Por lá, é possível selecionar características físicas das acompanhantes. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.