(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Pode ser que o homem tenha dominado a exploração dos continentes e esteja, inclusive, chegando mais longe na sua exploração do espaço — mas o que dizer dos 361 milhões de quilômetros quadrados ainda não explorados, presentes aqui mesmo, no nosso planeta? Isso mesmo, contamos com uma extensão gigante quase completamente desconhecida, localizada no fundo dos oceanos.

Devido às extremas dificuldades de percorrer o fundo dos mares, essa região continua sendo um grande enigma. Porém, de acordo com o pessoal do site Gizmodo, pesquisadores do Centro Oceanográfico Nacional, localizado em Southampton, na Inglaterra, desenvolveram um submarino robótico capaz de suportar a extrema pressão das profundezas.

Batizado de Autosub6000, o submarino conta com 5,5 metros de comprimento e 3 toneladas de peso. Além disso, o dispositivo é revestido de titânio e pode suportar a pressão em profundidades de até 6 mil metros, o que permitirá que ele explore aproximadamente 90% da superfície submersa do nosso planeta.

Explorador solitário

Outra vantagem é que, ao contrário dos veículos convencionais, que são controlados através de cabos que os deixam conectados aos navios, o Autosub6000 pode mergulhar sozinho. As rotas são programadas antes dos lançamentos e, para não se perder por aí ou se chocar com qualquer coisa, o dispositivo foi carregado com uma série de equipamentos.

O Autosub6000 conta com o suporte de um GPS para navegar próximo à superfície e com a ajuda de um sistema de navegação inercial baseado em um giroscópio de fibra óptica para navegar em profundidade, além de um perfilador acústico de correntes que permite que o submarino detecte qualquer tipo de obstáculo. Tudo parece indicar que a última fronteira, pelo menos aqui no nosso planeta, será rompida em breve!

Fonte: Gizmodo