Seja o primeiro a compartilhar

Artista russo causa polêmica ao tatuar gato que não possui pelos

Os gatos da raça Sphynx chamam a atenção por não possuir pelos no corpo. Com a pele do animal exposta, um tatuador resolveu decorá-la com desenhos que estão causando polêmica na Rússia. Aleksandr Purtov divulgou um vídeo tatuando o bichano, que está sedado no momento da arte.

Segundo ele, o procedimento não é prejudicial ao gato, apesar de sua pele ser mais sensível que a dos humanos e necessitar de um trabalho diferenciado. Purtov concorda, entretanto, que sente um pouco de pena ao tatuar o gatinho, já que essa não é uma decisão do animal, mas dele próprio.

Nas costas de Demon, o gatinho, cujo nome em português significa “demônio”, está um grande desenho de uma mulher. No vídeo, Demon aparece recebendo uma tattoo no peito, com o formato de uma estrela. Assista ao vídeo:

ÈB;

De acordo com Elizabeth Skorynina, diretora de uma ONG de proteção animal da Rússia, os Sphynx possuem a pele muito sensível e por isso qualquer irritação lhes causa muita dor e muito desconforto. “Se o tatuador usa relaxantes musculares, como a xilazina, a vida do animal está em perigo. Eles desligam todas as funções motoras, mas o cérebro opera normalmente, de modo que o gato sente tudo! Além disso, qualquer anestesia é perigosa, especialmente se usada mais de uma vez por ano”, alerta Elizabeth.

O vídeo de Purtov foi publicado na rede social russa VKontakte, causando uma enorme repercussão negativo no país. Porém, de acordo com o tatuador, essa arte era usada no passado por agricultores em seus animais, por isso ele não concorda que a prática seja antiética.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.