10 coisas que todo baixinho queria fazer no ‘Xou da Xuxa’
401
Compartilhamentos

10 coisas que todo baixinho queria fazer no ‘Xou da Xuxa’

Último Vídeo

Em 30 de junho de 1986, foi ao ar o primeiro episódio do “Xou da Xuxa”, na Rede Globo. A rainha dos baixinhos, então com 23 anos, trocava a Manchete pela emissora na qual ela se consagrou. Para você ter uma ideia, os 4 primeiros discos do programa estão entre os 10 álbuns nacionais mais vendidos de todos os tempos!

Durante anos, as manhãs eram dominadas por desenhos e performances que hoje são motivo de nostalgia e piadas. Para quem viveu naquela época, entretanto, era um programa quase obrigatório! Portanto, para celebrar os 30 anos do “Xou da Xuxa”, vamos relembrar 10 coisas que todo baixinho sonhou em fazer no programa:

1. O programa começava com o café da manhã e teu sonho era comer algum pão ou fruta dado pela Xuxa

Tua mãe podia implorar para você comer melhor em casa, mas você sempre recusava

2. Depois da pança cheia, era hora de ser escolhido para alguma brincadeira

“Rápido!”

3. E, é claro, só valia a pena se você marcava ponto para o seu time

“Ponto para os meninos”

4. Daí vinha a melhor hora: mandar beijo “pra minha mãe, pro meu pai e pra você”

Se eu encontrar a Xuxa é isso que eu vou falar para ela

5. Se você não era escolhido para as brincadeiras, pelo menos a Xuxa podia ler o seu cartaz

Feito com o maior capricho do mundo

6. Tinha o intervalo para você dançar a “Festa do Estica e Puxa”

“E viva a festa da Xuxa”

7. E a cantoria seria ainda melhor se você tivesse o microfone da Xuxa

Um ícone

8. O sonho de 10 entre 10 meninas dessa época era ser Paquita

Só que o pré-requisito de ser loira frustrou muita gente

9. Também tinha aquele momento mágico das cartinhas sendo jogadas para cima

Fale a verdade: você já fez isso em casa

10. E quando programa chegava ao fim, era hora da maior conquista de todas: ser selecionado para voar na nave da Xuxa

Beijinho, beijinho e tchau, tchau!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.