(Fonte da imagem: Repodução/BBC)
Se você já teve a sensação de que o tempo deu uma desacelerada ao praticar algum tipo de atividade física, você não é a única pessoa do mundo que pensa assim. Uma série de novos experimentos sugere que nossa percepção de tempo decresce vários graus enquanto estamos nos preparando para começar a praticar alguma atividade física.

Os estudos foram conduzidos na University College Londons Institute of Cognitive Neuroscience, testando a hipótese da dilatação do tempo antes de esforços motores. Um dos responsáveis pelos experimentos, Dr. Nobuhiro Hagura, explicou em uma entrevista à rede BBC que jogadores de beisebol têm essa exata sensação pouco antes do momento em que a bola atinge seus tacos.

Pilotos de Formula 1 também relatam sensações muito similares quando estão com seus carros a velocidades incríveis. “Por essa razão, nós achamos que, durante a preparação para o esforço físico, a capacidade de processamento do cérebro ganha um aumento significativo. Assim, é possível que a quantidade de informações que entram na cabeça é aumentada, o que faz a percepção do tempo maior e mais longa”, explica Hagura.

Ainda não está claro para os cientistas exatamente como esse fenômeno funciona. Os estudiosos trabalham com a tese de que duas partes do cérebro — a que é usada para gravar a passagem do tempo e a que prepara o corpo para os movimentos — podem estar relacionadas entre si. Isso também ajudaria a entender a preparação de atletas de alto desempenho.

Fonte: Gizmodo, BBC