104
Compartilhamentos

Conheça a história do memorial para heróis que aparece no filme ‘Closer’

Se você assistiu ao filme “Closer – Perto Demais”, lançado em 2004, deve se lembrar que um dos momentos mais marcantes do filme diz respeito à identidade da personagem vivida por Natalie Portman. Ela faz referência a uma pequenina construção, quase escondida nas ruas de Londres: o Memorial do Auto-Sacrifício Heroico.

Em 1887, o artista George Frederic Watts pensou em um monumento que homenageasse heróis do cotidiano. Ao longo dos anos, ele colecionara recortes de jornais sobre indivíduos que tinham perdido a vida enquanto salvavam outras pessoas. Um deles lhe chamava mais a atenção: Alice Ayres havia morrido em um incêndio, mas conseguira salvar os três filhos de seu patrão jogando-os pela janela do apartamento, logo após arremessar um colchão para amortecer suas quedas.

A princípio, ninguém apoiou a iniciativa de Watts. Por isso, ele precisou juntar recursos próprios para tirar a ideia do papel – algo que só aconteceu em 1900. O memorial foi inaugurado com apenas quatro placas e teve mais nove inseridas por seu criador nos anos seguintes. Com a morte de Watts, em 1904, sua esposa assumiu o projeto.

O Memorial do Auto-Sacrifício Heroico conta a história de pessoas que deram a vida para salvar os outros

Nova placa depois de quase oito décadas

Mary Watts continuou com a ideia do marido até 1931, quando o memorial já contava com 53 placas – mesmo tendo espaço para 120. Elas formavam uma parede repleta de homenagens a pessoas de diferentes idades que perderam a vida para salvar o próximo. Nas décadas seguintes, entretanto, o memorial foi praticamente esquecido.

Com o lançamento de “Closer”, muitas pessoas passaram a incluí-lo em seu turismo londrino. Em 2007, três anos após o lançamento do filme, uma mulher chamada Jane Michele pleiteou a inserção do nome de seu amigo Leigh Pitt entre os homenageados. O rapaz morrera enquanto salvava a vida de um garotinho de 9 anos que se afogava em um canal da cidade.

Em um primeiro momento, os administradores do memorial não quiseram colocar mais uma placa na parede, mas acabaram cedendo aos pedidos de Jane e uma nova homenagem foi inaugurada 78 anos após a última ter sido colocada no lugar. O memorial está localizado no Postman’s Park, bem no centro de Londres.

História de Alice Ayres foi uma das que mais comoveu o idealizador do memorial

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.