Uma empresa canadense quis desenvolver um método de corte higiênico — sem o uso de lâminas, que podem carregar bactérias — e eficaz. O resultado foi uma máquina que utiliza um jato de água com pressão ultraelevada, que corta desde alimentos a objetos densos.

Segundo os dados fornecidos pela Paprima, companhia responsável pelo projeto, o jato força uma corrente de água potável de 15 mil a 90 mil psi (unidade que significa "libra por polegada quadrada") através de uma abertura de apenas 0,004 polegada de diâmetro. Com essas proporções, o líquido consegue sair do dispositivo a uma velocidade três vezes maior que a do som.

Com tanta potência assim — sendo capaz até mesmo de cortar pisos sem nenhuma dificuldade — e sendo bastante higiênica, os desenvolvedores afirmam a máquina seria uma ótima opção para as indústrias que processam alimentos.

Fonte: POPSCI