Os Estados Unidos estão tomados por drones. Esses veículos voadores e não tripulados invadiram, inclusive, a imprensa especializada em tecnologia. No Tecmundo, por exemplo, você encontra uma análise do Parrot AR Drone, que pode ser controlado pelo iPhone.

Porém, a adoção desse tipo de equipamento tem levantado questões bastante relevantes para a sociedade atual. Uma dela, por exemplo, é a da privacidade. Afinal, imagine o que pode acontecer se qualquer vizinho tiver um drone espião de apenas 17 cm? Agora, algo ainda mais sério tem sido colocado em pauta: a segurança de voos comerciais.

Recentemente, no Brooklyn, um misterioso drone foi avistado pelos passageiros a poucos metros de um avião da companhia italiana Alitalia. Segundo o site USA Today, o piloto do voo chegou até mesmo a reportar o incidente para as autoridades responsáveis e, agora, o FBI tem investigado a área para tentar encontrar o detentor do “brinquedo”.

Fonte da imagem: Reprodução/The Gazette

Falta de legislação não impede entusiastas

A princípio, a ausência de uma legislação bem definida para os drones domésticos não tem impedido que os norte-americanos coloquem essas “belezinhas” para voar. Apesar de parecer inocente, a aproximação de um drone a uma aeronave comercial — repleta de passageiros e tripulantes — pode causar grandes acidentes. Imagine, por exemplo, o que aconteceria se um desses drones fosse sugado pela turbina de um Boeing 777.

Recentemente, o site Gizmodo conversou com um piloto italiano que detalhou pelo menos cinco maneiras diferentes de um drone provocar um grave acidente aéreo. Entre elas está não apenas a possibilidade de o veiculo ser sugado pela turbina do avião, mas também de que destroços quebrem o cockpit e atinjam o piloto.

Também são consideradas as possibilidades de que  que uma colisão contra a asa possa colocar a aeronave em perigo e, até mesmo, que a simples visão do drone possa distrair o piloto em um momento de baixa altitude ou pouca visibilidade.

Vamos torcer para que o FBI encontre o tal drone misterioso do Brooklyn antes que ele provoque um acidente.