Confira verme maldito dos mares em pleno ataque
532
Compartilhamentos

Confira verme maldito dos mares em pleno ataque

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Deixe a gente falar um pouquinho do verme maldito que você viu na imagem acima antes de mostrá-lo em ação no vídeo que inserimos logo mais. Nós do Mega Curioso já publicamos uma matéria sobre esse animal por aqui, mas, caso você nunca tenha visto esse bicho na frente, se trata de uma criatura da espécie Eunice aphroditois, que pode chegar a medir até 3 metros de comprimento, aproximadamente.

Esses vermes pavorosos mantêm o corpo todo enterrado no leito oceânico, deixando apenas suas perigosas bocas — repletas de dentes afiados — à espreita. Apesar de serem completamente cegos, os E. aphroditois são dotados de cinco antenas sensoriais que servem para que eles detectem suas presas. E quando isso acontece, esses monstros marinhos projetam seus corpos em um piscar de olhos e fecham suas mandíbulas sobre o que quer que se aproxime deles.

Terror dos mares

O ataque dos E. aphroditois são tão poderosos que, muitas vezes, os corpos de suas vítimas são cortados pela metade. Como se fosse pouco, esses vermes — que também são conhecidos como “vermes bobbitt”, em referência a Lorena Bobbitt, a norte-americana que decepou o pênis do marido — também injetam uma toxina letal em suas presas para garantir que mesmo as mais grandinhas não escapem. E eles atacam de tudo! Confira no vídeo a seguir:

Como você acabou de ver acima, os E. aphroditois não são muito enjoados na hora de comer, não, e caçam de tudo: de peixinhos pequenos e inofensivos a polvos e até peixes-pedra, animais extremamente perigosos cujo veneno pode inclusive matar um humano adulto. Basta que suas antenas interceptem qualquer movimento ou os vermes percebam alguma sombra sobre eles.

Pobre peixe...

Aliás, falando em humanos, assustadoramente, existem registros de ataques contra pessoas. No entanto, para a nossa sorte, os vermes são endêmicos da região do Indo-Pacífico — eles foram identificados pela primeira vez no litoral do Sri Lanka — e costumam habitar entre os 10 e os 40 metros de profundidade. Portanto, você não precisa ter medo de pisar sobre um desses bichos quando se aventurar pelas praias brasileiras.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.