3 “superpoderes” que os animais possuem, mas os seres humanos não!
15
Compartilhamentos

3 “superpoderes” que os animais possuem, mas os seres humanos não!

Último Vídeo

Apesar de existir certo consenso de que os humanos possuem vários sentidos, basicamente, o nosso sistema sensorial é composto pelo tato, visão, audição, olfato e paladar. Pois, se essas cinco “ferramentas” nos permitem reconhecer e interagir com o mundo que nos rodeia, imagine como seria se ainda pudéssemos tirar proveito de alguns sentidos que os animais têm, mas nós não!

Pensando nisso, Jen Savedge do portal About Education reuniu alguns superpoderes que os animais possuem, mas que os seres humanos não, e você pode conferir quais são eles a seguir:

1 – Supervisão

Não existem dúvidas de que os humanos conseguem enxergar um número respeitável de cores. Contudo, lembrando que as cores que vemos nada mais são do que a forma como os cones presentes em nossos olhos interpretam a luz que é refletida pelos objetos, comparado com outros seres do Reino Animal, a verdade é que a nossa percepção do espectro eletromagnético da luz é bem limitada.

A maioria dos humanos conta com três tipos de cones diferentes — o que nos torna tricromatas—, enquanto os pombos, por exemplo, assim como as borboletas, contam com cinco tipos de receptores nos olhos para processar os estímulos de cor. Além deles, existe ainda a lagosta-boxeadora, que possui 16 receptores distintos, o que significa que ela é capaz de enxergar uma quantidade de cores absurda que o nosso cérebro é incapaz de processar.

2 – Ecolocalização

Também conhecido como biosonar, esse sentido permite que os animais emitam ondas ultrassônicas para detectar sua posição e distância com respeito a obstáculos presentes no meio ambiente. Como você sabe, os morcegos — cuja visão não é a mais aguçada do Reino Animal — empregam esse artifício para caçar suas presas e voar pela natureza ou interior de cavernas. Mas eles não são os únicos bichinhos que usam esse sentido.

Algumas espécies de aves que habitam cavernas e os mussaranhos também fazem uso da ecolocalização para se locomover. Além deles, golfinhos e os Odontoceti — ou a subordem de cetáceos conhecidos como “baleias com dentes” — utilizam esse sentido para navegar em águas turvas e com baixa visibilidade, assim como as enguias e os peixes elétricos, que emitem pulsos elétricos para a mesma finalidade.

3 – Magnetorecepção

A magnetorecepção é o sentido que permite que determinados animais sejam capazes de determinar sua altitude, direção e localização a partir da detecção dos campos magnéticos terrestres. As criaturas mais comumente associadas com esse “superpoder” são as aves migratórias, mas outros tantos bichos também fazem uso dessa importante ferramenta de navegação, como é o caso do salmão, das abelhas e das tartarugas.

No caso dos humanos, apesar de alguns indivíduos terem um incrível senso de localização, ao contrário do que acontece com várias espécies de animais, vários estudos apontaram que nós não contamos com a magnetorecepção.

Bônus

Uso extensivo de feromônios

Você já deve ter ouvido falar que as formigas são animais extremamente organizados — apesar de os formigueiros parecerem completamente caóticos. Pois esses insetos fazem uso extensivo de feromônios para se comunicar, secretando quantidades e tipos diferentes dessas substâncias para transmitir informações.

Assim, usando entre 15 e 20 classes diferentes de feromônios, as formigas podem indicar o caminho que as companheiras devem seguir, alertá-las a respeito de uma situação de perigo e até confundir possíveis inimigos.

Além das formigas, outros insetos — entre eles as abelhas — também empregam essas substâncias com frequência, bem como alguns mamíferos, como é o caso das ovelhas. Com respeito aos humanos, apesar de alguns estudos sugerirem que nós também produzimos feromônios, os cientistas ainda não chegaram a um consenso sobre esse tema.

***

E aí, caro, leitor, qual sentido “extra” que descrevemos acima você gostaria de ter? Ou, ainda, se todos os humanos contassem com todos os superpoderes que listamos na matéria, como você acha que isso impactaria as nossas vidas? Existe mais algum sentido que não mencionamos e que você gostaria de ter? Conte para a gente nos comentários!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.