Você sabe o motivo de os eclipses solares não acontecerem todos os meses?
66
Compartilhamentos

Você sabe o motivo de os eclipses solares não acontecerem todos os meses?

Último Vídeo

Se você curte astronomia e costuma acompanhar a agenda de eventos astronômicos do ano, então deve saber que em agosto ocorrerá o Grande Eclipse Americano, o primeiro eclipse total que poderá ser visto em diversas regiões dos EUA em mais de 30 anos. Aqui no Brasil, infelizmente, o fenômeno só poderá ser acompanhado em regiões ao norte de Brasília, em Manaus e em Rio Branco, e somente de forma parcial. Pena, né?

E você já se perguntou alguma vez a razão de os eclipses solares não acontecerem com mais frequência — tipo... todo mês? Pois o pessoal da NASA divulgou uma animação para explicar o motivo, e você pode dar uma olhadinha nela a seguir.

*Como o material se encontra em inglês, incluímos uma explicação do conteúdo a seguir.

Segundo o vídeo acima, a órbita da Lua oscila, fazendo com que a localização de sua sombra varie de posição. Sendo assim, o que acontece é que, às vezes, a sombra se encontra bem mais alta, e se projeta acima da Terra — ou bem mais baixa, situada abaixo do nosso planeta.

Entretanto, em algumas ocasiões, a Lua se encontra posicionada de forma que ela fica posicionada entre a Terra e o Sol, projetando sua sombra sobre o nosso planeta e tapando a nossa estrela por completo temporariamente. Apesar de o eclipse solar total que acontecerá em agosto — no dia 21 — ser o primeiro a acontecer nos EUA em mais de 30 anos, esses fenômenos costumam ser visíveis em alguma parte do mundo a cada ano e meio, aproximadamente.

É por isso que eles são tão raros

No entanto, vale destacar que, embora os eclipses solares totais possam ser vivíveis na Terra periodicamente, nem todo mundo tem a oportunidade de acompanhá-los. Isso ocorre porque a sombra que a Lua faz sobre o nosso planeta não é muito grande e, por conta disso, apenas pode ser vista nas regiões que se encontram na trajetória da sombra do satélite.

Só para você ter uma ideia, em média, os eclipses solares totais só são visíveis em um mesmo local da Terra cada 375 anos, aproximadamente, e somente durante alguns minutos. Já os eclipses parciais — aqueles que, como você certamente já deduziu, acontecem quando a Lua não cobre o Sol por completo — são mais frequentes e ocorrem pelo menos duas vezes ao ano no mundo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.