(Fonte da imagem: Reprodução/LiveScience)

A “guerra” contra o aquecimento global ganha novos adeptos o tempo todo. E algumas dessas pessoas são cientistas realmente engajados na solução desse grande problema. Por conta disso, um grupo de cientistas da Escócia defende o uso da poeira desprendida por um asteroide para proteger o planeta.

Apesar de ser complicado para ser posto em prática, o plano é bastante simples de ser explicado. Os estudiosos querem atrair o asteroide 1036 Ganymed até a órbita da Terra, de modo que a nuvem que está em volta dele o siga. Dessa maneira, uma espécie de escudo feito de poeira vai proteger o planeta contra a radiação solar.

Para trazer o corpo celeste e a sua nuvem, os cientistas pretendem usar um dispositivo eletromagnético chamado de “Mass Driver”. Com esse recurso, seria possível guiar o asteroide até a órbita terrestre — a posição correta seria quatro vezes mais distante do que a da Lua.

Esforço grande e resultado pequeno

Segundo os estudos realizados, seria possível proteger o planeta contra 1,7% da radiação solar — o que resultaria em um resfriamento muito pequeno para ser expressivo, como defende Russell Bewick, que também é um cientista escocês.

Por conta dos resultados baixos, o projeto tem grandes chances de não sair do papel. Outras soluções “mirabolantes” já foram recusadas, como a construção de grandes espelhos espaciais que iriam refletir os raios solares.

Fonte: LiveScience