Irã pode ter forjado envio de macaco para o espaço
05
Compartilhamentos

Irã pode ter forjado envio de macaco para o espaço

Último Vídeo

Pelo visto, o programa espacial iraniano ainda pretende causar muita polêmica com o envio de um macaco ao espaço. Inicialmente, diversos órgãos da imprensa focaram no desconforto aparente do animal apresentado na foto acima. Mas, agora, há a desconfiança de que as autoridades iranianas apresentaram um segundo animal para noticiar o retorno em segurança do primata à Terra.

 O que causa dúvidas são as imagens de antes e depois do envio do animal para o espaço, que mostra uma diferença gritante no rosto do espécime: uma marca de nascença vermelha, logo acima do olho direito, que simplesmente parece ter desaparecido na viagem de volta para a casa.

Além disso, críticos da política iraniana também apontam que, embora diversas fotos do lançamento tenham sido amplamente divulgadas pela internet, não houve registros fotográficos ou evidências divulgadas que provem o retorno da nave. Combinadas, essas inconsistências levantam suspeitas se tal missão realmente aconteceu e, em caso afirmativo, se a cobaia sobreviveu.

Marca de nascença desaparece na foto pós-lançamento (Fonte da imagem: Reprodução/Peta Pixel)

Irã afirma que houve mal-entendido

Segundo a agência O Globo, as autoridades iranianas confirmam que houve um mal-entendido, mas não uma fraude, no caso das fotografias exibidas recentemente. O oficial da agência espacial iraniana, Mohammad Ebrahimi, contou que algumas das fotos divulgadas não eram ligadas diretamente ao lançamento, mas sim de macacos que também foram preparados para o experimento.

O país afirma que o próximo passo em seu programa será o envio de um animal ainda maior para o espaço, com a intenção de atingir níveis seguros o suficiente para que um astronauta iraniano entre em órbita no futuro. O presidente da nação, Mahmoud Ahmadinejad, já declarou que gostaria de ir ao espaço após o seu mandato.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.