Cientistas dizem ter criado queijo em laboratório sem usar leite
111
Compartilhamentos

Cientistas dizem ter criado queijo em laboratório sem usar leite

Último Vídeo

Se você é fã confesso de queijo, mas sofre com algum tipo de intolerância alimentar ou é adepto da dieta vegana, temos notícias interessantes. De acordo com o site Techcrunch, uma equipe de “biohackers” — dos laboratórios norte-americanos BioCurious e Counter Culture Labs — diz ter desenvolvido uma variedade de queijo que pode ser produzida sem o uso de leite, principal ingrediente do alimento.

Segundo a publicação, o melhor é que — aparentemente — o produto tem o mesmo sabor que os queijos convencionais, ao contrário dos insossos substitutos que existem atualmente no mercado, voltados ao público com restrições alimentares. O queijo sem leite é produzido a partir da levedura utilizada na panificação, e a proteína necessária na fabricação é obtida através do uso de material genético baseado no DNA de mamíferos, que é introduzido na levedura.

Proteína animal

Curiosamente, os cientistas também dizem ter desenvolvido variedades do queijo a partir do uso de material baseado no DNA de humanos. O motivo — dessa esquisitice — seria que o consumo de proteínas do leite produzidas a partir do material genético de indivíduos da nossa própria espécie poderia oferecer um risco reduzido de reações alérgicas.

No entanto, vale destacar que os cientistas utilizam DNA criado inteiramente em laboratório e não retirado do corpo de ninguém ou de algum bichinho. De qualquer forma, apesar de o produto ser interessante, seu desenvolvimento — embora envolva o trabalho de voluntários — é bem caro e, por essa razão, a equipe lançou uma campanha no indiegogo para arrecadar o dinheiro necessário para iniciar a produção.

Isso sem falar que, uma vez a produção possa ser realizada em larga escala, antes que o queijo feito sem leite possa ser comercializado livremente nos mercados, ele ainda terá que passar pela aprovação dos órgãos competentes. Caso você tenha ficado interessado sobre a iniciativa dos “biohackers”, confira o vídeo explicativo a seguir:

Você pode ativar as legendas em português no menu do vídeo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.