'Oculus Rift para galinhas' garante liberdade às aves por meio da RV
784
Compartilhamentos

'Oculus Rift para galinhas' garante liberdade às aves por meio da RV

Último Vídeo

Tecnologias de Realidade Virtual (RV) estão prestes a fazer parte de nossas vidas. E parece que os periféricos capazes de gerar interação com ambientes de forma artificial poderão ser usados até mesmo por galinhas. Pelo menos é esta a ideia de Austin Stewart, professor assistente da universidade de Iowa State. O projeto tem como base um fenômeno de fato delicado: como oferecer “condições de entretenimento” a animais confinados em espaços minúsculos? A solução, na opinião do professor, é equipar galinhas com acessórios capazes de simular áreas vastas: árvores, grama artificial e outras aves dotadas de inteligência artificial poderiam fazer com que os animais vivessem "mais felizes".

“Vivemos em pequenas caixas, trabalhamos em pequenas caixas e depois fazemos uso da tecnologia de emulação de ambientes virtuais. Por que galinhas não poderiam escolher a mesma coisa?”, questiona o professor. Reflexões sobre o que se entende por “consciência” à parte, o argumento de Stewart chegou a convencer uma equipe de desenvolvedores a criar uma demonstração dos dispositivos que poderão ludibriar as aves.

Chamado de Second Livestock, o projeto tem sido encarado mais como um experimento social do que uma iniciativa disposta a levar às galinhas de fazendas interação com a RV. O empreendimento leva em conta a tradução e diversos fenômenos físicos à linguagem virtual. A nova versão do headset permite [a visualização do campo por diversos ângulos]. Você pode ver insetos no chão, buscar por comida e ter de fato uma ‘experiência de galinha’”, explica Stewart. No mês passado, um exemplar do Oculus Rift acoplado a uma bola de Yoga devidamente mapeada mostrou aos curiosos de universidade de Iowa a consistência do projeto.

“Você não acha que a falta de interação real entre as galinhas poderá fazer com que algo se perca em meio ao processo?”, perguntou um dos presentes no evento de exibição do sistema. O professor foi ligeiro em traçar um paralelo entre o questionamento feito e os efeitos de nossas práticas cotidianas. “O processo é tanto sobre a criação de animais quanto sobre a criação de seres humanos”, emplacou Stewart. O icônico pensador afirma que sua intenção é também trazer este tipo de discussão à tona e refletir, por exemplo, sobre as possibilidades de uso da RV por pessoas com dificuldades de estabelecer relacionamentos sociais. Saiba mais sobre o Second Livestock por meio deste link.

Via Tecmundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.