(Fonte da imagem: Repodução/TheAtlantic)

A descoberta do Bóson de Higgs foi um acontecimento singular dentro da história da ciência. Lógico que o feito foi produto de muito (mas muito) esforço no chamado projeto Atlas, que utilizou o acelerador de partículas do CERN — uma das obras científicas mais caras já construídas até hoje.

A existência da partícula — que é o que confere massa às coisas — mal foi confirmada, mas um cientista chamado Domenico Vicinanza já transformou os dados da descoberta em uma partitura musical. A canção resultante apresenta uma espécie de rítmica que remete mais ou menos ao clássico ritmo cubano “habanera”.

Vicinanza liderou o projeto de musicalização do Bóson de Higgs, que contou com a colaboração de Mariapaola Sorrentino (da ASTRA Project) e de Giuseppe La Rocca (do INFN). Para chegar a uma canção, o grupo atribuiu uma nota musical para cada um dos dados obtidos na pesquisa do projeto Atlas e monitorou os intervalos entre notas, até conseguir produzir a graciosa melodia.

Fonte: The Atlantic