Procurando emprego? Então não cometa estes 7 erros de linguagem corporal
65
Compartilhamentos

Procurando emprego? Então não cometa estes 7 erros de linguagem corporal

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

1 – Não fazer contato visual

Em termos de contato visual, é fundamental que o candidato à vaga de emprego saiba equilibrar as coisas. Encarar freneticamente a pessoa que está entrevistando você não é bom, óbvio, mas também é ruim evitar qualquer tipo de contato visual, já que isso demonstra insegurança, mentira ou despreparo – convenhamos: não é esse tipo de mensagem que você gostaria de passar. O segredo é balancear as coisas.

2 – Ficar com a cara fechada o tempo todo

De novo, uma questão que tem a ver com equilíbrio. Não se trata de implantar uma máscara de Coringa no rosto, mas de sorrir amigavelmente e demonstrar simpatia. Pessoas que sorriem passam a mensagem de que são confiantes, abertas, calorosas e cheias de energia. Além disso, nosso cérebro está adestrado para nos fazer rir quando alguém nos sorri, o que vai fazer com que candidato e entrevistador se sintam mais à vontade e a conversa seja mais agradável.

3 – Não parar de bater algum objeto contra a mesa

Digamos que você pegue uma caneta e fique batendo o objeto contra a mesa incansavelmente – dá ou não dá a impressão de que você está morrendo de tédio ou simplesmente não tem o menor interesse na conversa? Lógico que dá! O ideal é manter as mãos sobre mesa enquanto faz a entrevista – não que você tenha que ficar sem se mexer, obviamente, mas já é um sinal que indica respeito.

4 – Ter uma postura desleixada

Você está fazendo uma entrevista de emprego, não está no sofá da casa da sua avó depois de se empanturrar em um almoço de domingo. É preciso se sentar com a coluna ereta, com as pernas fechadas ou cruzadas e sem parecer que a qualquer momento você pode entrar em sono REM.

Isso vale também para o momento anterior à entrevista, quando você aguarda pelo entrevistador na sala de espera do local. Sentar-se de maneira adequada tem efeitos psicológicos também: isso faz com que seu cérebro receba mensagens de autoconfiança e força.

5 – Ficar se mexendo demais na cadeira

Não seja aquela pessoa que balança as pernas o tempo todo, bate as mãos no joelho, cruza e descruza as pernas sem parar, fica mexendo no cabelo ou fazendo qualquer movimento repetitivo e irritante. Isso demonstra falta de poder.

6 – Cruzar os braços em frente ao peito

Esse gesto, ainda que comum, demonstra que a pessoa está reservada, desconfortável e sem interesse. O certo é sempre deixar as mãos visíveis para a pessoa com quem você está falando. O motivo é que, inconscientemente, quando uma pessoa não vê suas mãos, ela fica imaginando o que você está escondendo dela.

7 – Ter um aperto de mão fraco demais

Talvez você nunca tenha reparado nisso, mas apertar a mão de uma pessoa que mal toca seus dedos é estranho. A impressão que se tem é de que o indivíduo está nervoso, envergonhado, sem confiança e sem a mínima vontade de interagir. Um aperto de mão ideal é aquele em que há o toque das palmas das mãos e uma pressão que seja média – também não vale machucar o outro, hein!

***

Você gostou dessas dicas? Acha que elas fazem realmente diferença na hora de conseguir um emprego? Conte para a gente nos comentários!

*Publicado em 20/10/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.