(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

A aracnofobia, medo irracional e incontrolável a aranhas, pode ter cura. De acordo com uma notícia publicada pelo site Sientific American, uma nova terapia, desenvolvida por pesquisadores da Northwestern University Feinberg School of Medicine, promete por um fim na fobia em apenas duas horas.

Em princípio, a proposta não parece muito atraente: os terapeutas sugerem que os indivíduos entrem em contato direto com os aracnídeos, aproximando-se e tocando os bichinhos. Entretanto, os pesquisadores acreditam que isso faz com que o cérebro desenvolva uma resistência ao medo, mudando a atividade nas regiões responsáveis por essa sensação minutos após o final da sessão.

Enfrentando o medo

De acordo com Katherina Hauner, uma das pesquisadoras, os participantes do estudo — indivíduos que se recusavam a caminhar na grama ou a sair de seus quartos por medo da presença de aranhas — conseguiram, inclusive, tocar e segurar os animais depois de apenas algumas horas, e esse resultado continuou sendo observado seis meses após o estudo.

Os pesquisadores acreditam que outros tipos de fobias específicas — como o medo de sangue, agulhas, pessoas etc. — também podem ser tratadas com o mesmo método e esperam que os indivíduos que sofrem de medos irracionais percebam que existem tratamentos disponíveis, capazes de ajudá-los.

Fontes: Sientific American e Northwestern University Feinberg School of Medicine