(Fonte da imagem: Thinkstock)

Você já reparou no número de mulheres que, durante as últimas décadas, vêm mudando a cor de seus cabelos, tornando-os loiros? Existem várias crenças de que isso se deve ao fato de que os “homens preferem as loiras”, mas será que essa história tem algum embasamento científico?

De acordo com o pessoal do Discovery News, os cabelos loiros são mais raros, já que a grande maioria da população possui madeixas mais escuras. Portanto, muitas mulheres acabam mudando a tonalidade dos cabelos com o objetivo de se tornarem diferentes da maioria e de se destacarem entre as demais.

No princípio, todas as madeixas eram pretas

Segundo a publicação, é normal que nos sintamos atraídos por aquilo que é diferente, pela novidade. Assim, quanto mais comum é a tonalidade dos cabelos, menos desejada ela se torna. Os humanos modernos surgiram na África, migrando para a Europa há aproximadamente 35 mil anos, quando provavelmente toda a população possuía cabelos pretos.

Conforme especulam alguns pesquisadores, há 10 ou 15 mil anos uma mutação genética provocou as primeiras variações na tonalidade dos cabelos, dando origem aos fios castanhos, ruivos e loiros, mais ou menos na mesma época em que ocorreram alterações que resultaram em olhos de outras cores também.

Escassez masculina no mercado pré-histórico

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Contudo, para Peter Frost, um antropólogo da Universidade Laval, do Canadá, o motivo dessa alteração pode ter sido o resultado de um traço evolutivo que surgiu há milhares de anos, fazendo com que os primeiros reflexos loiros surgissem nas cabeleiras das mulheres pré-históricas para aumentar suas chances de encontrar um parceiro adequado.

Conforme explica Frost, durante a última era glacial os homens eram obrigados a percorrer distâncias maiores em busca de caça, o que, por sua vez, acabava aumentando os índices de mortalidade masculina. Essa escassez de homens no “mercado” pré-histórico gerou uma maior competição entre as mulheres na hora de encontrar um parceiro adequado.

Mais loiras do que loiros

Assim, Frost sugere que as mulheres acabaram desenvolvendo traços que as destacassem entre as demais, ajudando-as a vencer a acirrada disputa pelos poucos homens disponíveis chamando mais atenção pela sua aparência incomum.

Esse fator também explicaria o motivo de ainda hoje nascerem mais meninas naturalmente loiras do que meninos, além de explicar a razão dos cabelos delas escurecerem mais lentamente do que os cabelos deles.

Mas os homens preferem mesmo as loiras?

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Alguns estudos apontam que as loiras parecem realmente levar alguma vantagem sobre as demais. Segundo o pessoal do Discovery News, uma pesquisa revelou que garçonetes usando perucas loiras receberam mais gorjetas de clientes homens, ao passo que um outro estudo, envolvendo 12 mil homens utilizando um popular site de encontros, apontou para uma leve preferência pelas mulheres de cabelos claros.

Porém, conforme explicaram os pesquisadores, uma vez os cabelos loiros se tornem comuns demais, eles também poderão deixar de ser tão interessantes — como os cabelos pretos da pré-história —, o que provavelmente levará as mulheres a buscar uma nova e extravagante cor para chamar a atenção de seus pretendentes. E você, leitor, também prefere as loiras?

Fonte: Discovery News