Pesquisador diz que casais deveriam trocar de parceiros a cada cinco anos
929
Compartilhamentos

Pesquisador diz que casais deveriam trocar de parceiros a cada cinco anos

Último Vídeo

O pesquisador espanhol Rafael Santandreu, autor do livro “Las Gafas de la Felicidad” (“As Lentes da Felicidade”) revelou, em seu livro, um estudo sobre os relacionamentos amorosos. O resultado do que ele escreveu vai dar o que falar! O escritor afirma que o correto seria que os casais trocassem de parceiros a cada cinco anos.

O seu livro fala sobre o casamento e o papel que ele desempenha na sociedade, além de explicar tudo sobre a monogamia e a poligamia. Levando em consideração tudo o que ele pesquisou, Santandreu afirmou, em entrevista para o jornal La Vanguardia, que “o ser humano não está preparado para a monogamia”.

Monogamia x poligamia

Segundo Rafael Santandreu, a poligamia ajudaria a diminuir os problemas causados por desamor, as dores do ciúme, a dependência psicológica do outro, os índices de violência doméstica e até mesmo o número de suicídios porque mais da metade desse tipo de morte é causada por desilusões amorosas, afirma o autor.

“O amor sentimental do futuro será itinerante: nenhum casal terá pretensões de durar toda a vida. É um absurdo, na verdade; os casais deveriam trocar a cada cinco anos”, ele declarou. Caso isso acontecesse, as mulheres seriam o núcleo familiar; a mãe e as irmãs desempenhariam o papel que, hoje, pertence ao homem.

Santandreu afirma que uma sociedade longe dos ideais monogâmicos seria muito melhor para todos e que esse tipo de relacionamento só funcionou até agora porque o homem era possuidor da mulher, como em uma relação amo/escravo. Com a evolução da sociedade, esse pensamento estaria ultrapassado há muito tempo. Bem polêmico, não?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.