20 sinais de que um relacionamento é abusivo
08
Compartilhamentos

20 sinais de que um relacionamento é abusivo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Em 2015, a cantora Elza Soares lançou um álbum. Chamado “A Mulher do Fim do Mundo”, o disco vem sendo comentado desde a sua divulgação, e um dos motivos, com certeza, é a música “Maria da Vila Matilde”, cujos versos fortes não deixam dúvidas: quando há violência, é preciso que haja denúncia e, claro, que essa denúncia seja levada a sério.

A música já começa com a cantora falando que vai ligar para o 180, que é o número telefônico para o qual vítimas de violência doméstica podem discar para fazer denúncias e pedir ajuda. O problema é que nem sempre essa violência é perceptível, até porque muitos relacionamentos abusivos são construídos com base em joguinhos psicológicos – assim, a vítima acaba diminuindo a gravidade da agressão, mesmo sem perceber. A seguir, confira alguns sinais de que um relacionamento é abusivo:

1 – O parceiro humilha e faz piada a seu respeito quando vocês estão entre amigos;

2 – Ele frequentemente discorda das suas opiniões e desconsidera suas ideias, sugestões e necessidades;

3 – Ele consegue fazer com que você se sinta mal a respeito de si mesma;

4 – Se você reclama, ele diz que você é “muito sensível”;

5 – Ele tenta controlar você e te trata como criança;

6 – Ele quer controlar a forma como você se comporta;

7 – Você sente que deve pedir permissão para sair sozinha;

8 – Ele controla seus gastos financeiros;

9 – Ele diminui seus sonhos, suas conquistas e esperanças;

10 – Ele faz com que você sinta que está sempre errada;

11 – Ele olha para você com reprovação;

12 – Ele sempre aponta suas falhas e defeitos;

13 – Ele faz acusações mentirosas a seu respeito;

14 – Ele não sabe rir de si mesmo e se sente irritado se é alvo de algum tipo de piada;

15 – Ele age com intolerância e desrespeito. É do tipo que não consegue se desculpar pelos próprios erros e coloca sempre a culpa nos outros;

16 – Ele faz o que quer, independente da sua opinião e do seu consentimento;

17 – Na maior parte do tempo, ele age com distanciamento emocional e parece ser incapaz de demonstrar sensibilidade;

18 – Ele não demonstra empatia e compaixão;

19 – Ele divide suas informações pessoais com outras pessoas;

20 – Ele nega que age de maneira abusiva quando é confrontado.

É possível sair dessa!

Da mesma maneira que não é fácil reconhecer que se está em um relacionamento abusivo, uma vez que isso acontece, pode ser difícil sair dele. O primeiro passo é entender que a culpa desse tipo de relação não é da vítima e perceber que o comportamento abusivo do parceiro não é algo que a vítima possa mudar ou “consertar”.

Se o relacionamento está em uma fase difícil e você sente medo de confrontar o parceiro, talvez seja a hora de buscar o suporte de outras pessoas, como familiares e amigos. Em casos mais graves, lembre-se da música da Elza e ligue para o 180.

É importante frisar que não são apenas mulheres heterossexuais que são vítimas de parceiros abusivos. Infelizmente, muitas pessoas podem passar por esse tipo de experiência ao longo da vida. Falamos com um direcionamento mais voltado ao público feminino pelo simples motivo de que as mulheres são as que mais morrem por causa desse tipo de relacionamento – só em 2011, foram 73.633 casos registrados de violência doméstica, além dos que não são denunciados.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.