Anote aí: 10 formas de aumentar sua autoconfiança
149
Compartilhamentos

Anote aí: 10 formas de aumentar sua autoconfiança

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Possivelmente você já passou por um momento na sua vida em que várias coisas deram certo: o namoro vai bem, a festa do seu aniversário foi incrível, seu desempenho profissional anda melhor do que nunca e, de quebra, você conseguiu tempo para se envolver naqueles projetos extracurriculares que tanto queria. Só que, de repente, uma discussão com alguma pessoa faz com que você se prenda às coisas negativas que ela disse a seu respeito.

Nessas ocasiões, mesmo tentando colocar tudo na balança e visualizar que a discussão é apenas um ponto negativo entre muitos positivos, você acaba deixando que um evento ruim tenha mais efeito do que vários acontecimentos bacanas. Isso pode se dar porque basta uma avaliação negativa para que nossa autoconfiança fique abalada, e aí temos duas escolhas: focar no que há de bom ou no que deu errado.

Não é necessariamente fácil impedir que um acontecimento negativo influencie a nossa vida, mas nós podemos tentar, pelo menos, e passar a focar apenas no que deu certo. A seguir, estão alguns conselhos para que você não deixe sua autoconfiança ficar abalada tão facilmente:

1 – Aja!

Não adianta apenas querer que as coisas melhores se você não toma alguma atitude. Nesse sentido, avalie bem a sua situação atual, pense em uma decisão saudável, que não prejudique ninguém, e tome as atitudes que acha que deve.

Fonte: Giphy

2 – Mantenha suas conquistas anotadas

Em vez de ter um caderno no estilo “querido diário”, compre um bloquinho de anotações para, a cada dia, escrever quais foram suas pequenas ou grandes conquistas. O que você fez de positivo? Você conseguiu um bom resultado na hora de executar aquela tarefa no trabalho? Seu treino na academia foi bom? Anote tudo!

Escreva!

3 – Fique centrado

Não importa o meio, mas sim que você descubra uma forma de colocar sua mente em equilíbrio. Vale de tudo: meditação, oração, escrever, ler, deitar por algum tempo só para ouvir uma música instrumental. Manter seu cérebro calmo é sempre uma boa forma de pensar mais claramente e de, por consequência, ter mais autoconfiança.

"Esvazie sua mente"

4 – Arquive coisas boas

Sempre que receber um agradecimento, um mimo ou qualquer coisa que faça bem para a sua autoestima, guarde isso em algum lugar – se for algo impalpável, escreva sobre e, depois, guarde o papel escrito. Sempre que precisar, reabra esse arquivo.

<3

5 – Descubra seus propósitos

Essa pode ser uma tarefa difícil, mas à medida que você começa a escrever seus objetivos na vida, fica mais fácil visualizar suas pequenas conquistas e, claro, estipular quais serão suas ações futuras.

Difícil, porém possível

6 – Seja gentil

No dia em que alguém se comportar de maneira rude com você, independente do motivo, encontre alguém com quem você possa ser extremamente gentil. Eis uma forma interessante de quebrar um ciclo que poderia ser nem um pouco saudável.

É legal ser legal

7 – Tenha perspectiva

Sabe quando um problema atormenta você a ponto de acabar com o seu sono e sua tranquilidade? Por mais difícil que seja, nessas horas devemos respirar fundo e pensar: que importância isso terá em minha vida daqui a cinco ou dez anos?

Da mesma maneira, podemos tentar pensar em um problema que nos atormentou há quase uma década – possivelmente, você só vai se lembrar de acontecimentos graves, como luto ou outro tipo de perda. Ainda assim, é bem possível que já tenha superado.

=)

8 – Dê conselhos a você mesmo

Quando você estiver diante de um dilema, imagine que um amigo seu é quem está passando por isso e que veio pedir a sua ajuda e seus conselhos. Pensar no que dizer a esse amigo, e depois usar esse mesmo conselho com você, é uma ótima forma de resolver um problema.

"Então você vai lá fora e você vai dizer 'boa noite, eu tive uma noite muito agradável"

9 – Mantenha a postura

Parece óbvio, mas nem sempre nos damos conta: a forma como nossa linguagem corporal é mostrada tem relação direta com a maneira como nos sentimos em relação a nós mesmos, então só o fato de manter a coluna ereta e a cabeça erguida já ajuda muito.

Nem que seja no susto

10 – Busque ajuda

Às vezes, resolvemos nossos problemas de autoconfiança apenas seguindo algumas das dicas acima, mas em outras a falta de confiança pode ser um indicativo de outras questões, como depressão e ansiedade. Se mesmo com essas dicas você continuar com a sensação de que é inferior ou de que tudo está dando errado, mesmo que algumas coisas estejam caminhando bem, o ideal mesmo é buscar o apoio de alguma pessoa próxima, algum amigo ou familiar.

Depois, com o suporte dessa pessoa de confiança, você pode procurar ajuda médica, psiquiátrica e/ou psicológica. Se houver necessidade de usar algum tipo de medicamento, é fundamental fazer o tratamento adequado e ter paciência, pois remédios psiquiátricos não agem rapidamente.

Já a ajuda psicológica pode ser um ótimo exercício complementar, pois esse tipo de terapia costuma apresentar ótimos resultados, desde a primeira sessão – só o fato de falar abertamente sobre o que incomoda é libertador. O que não pode é viver achando que está errado ou que nada do que você faça é bom o suficiente – acredite: isso dificilmente é verdade, para qualquer pessoa.

"Preciso falar com meu terapeuta sobre isso"

***

Agora nos conte: o que você costuma fazer quando está com pouca confiança em si mesmo?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.