Por que os cortes provocados por folhas de papel são tão doloridos?
18
Compartilhamentos

Por que os cortes provocados por folhas de papel são tão doloridos?

Você provavelmente já se cortou com uma folha de papel, que parecia inofensiva, mas o deixou com um leve talho na ponta de seu dedo da mão, porém muito dolorido. Muita gente se pergunta por que esse tipo de corte é tão doloroso e chato de se curar.

Pois bem, segundo o Today I Found Out, a razão pela qual os cortes na pele provocados por papel são tão dolorosos reside principalmente no fato de que na maioria das vezes eles acontecem em seus dedos. E as pontas dos dedos e as mãos têm significativamente mais nociceptores (células sensoriais que emitem sinais da dor) por milímetro quadrado do que a maior parte do resto do nosso corpo, como as pernas, os braços, tronco etc.

Isso acaba fazendo com que os cortes nas pontas dos dedos sejam muito mais dolorosos do que em outros lugares, sejam eles feitos por uma folha de papel ou por outros objetos. Essa é a principal razão pela qual os cortes de papel machucam mais nos dedos do que em outras partes do corpo.

Mais motivos

Mas, por que esses mesmos cortes parecem doer mais do que outros tipos de cortes na mão? Aí está a chave da questão. Isso acontece porque as extremidades do papel são muito flexíveis e “cegas” em comparação com facas e outros objetos afiados. Devido a isso, quando o papel corta sua carne, ele provoca muito mais danos microscópicos que rasgam a pele.

Por exemplo, se você for fazer uma analogia com uma faca ruim que você está tentando cortar um bife. Com ela, você precisa fazer mais força para cortar e o resultado é uma carne mais dilacerada do que se tivesse sido cortada com uma faca afiada. Com os cortes de folha de papel, você não pode ver isso a olho nu, mas é a mesma coisa que acontece.

Não só existe um maior dano microscópico, mas este dano também é muito superficial na pele. Isto aumenta ainda mais a dor, porque alguns dos nervos mais sensíveis em sua epiderme, que têm limites muito pequenos para serem desencadeados, estão perto da superfície.

Por isso esse corte resulta em uma dor muito mais acentuada do que se ele tivesse sido mais profundo e causado o mesmo tipo de dano aos nervos mais profundos de sua pele, o que iria enviar de volta sinais para o cérebro mais parecidos com uma sensação latejante quando elas são ativadas.

Além disso, o corte de papel, sendo uma ferida muito rasa, também tende a doer mais porque não sangra muito e às vezes nem sangra nada. Isso deixa as terminações nervosas expostas para o ar e a outros agentes irritantes. Por isso, elas vão continuar em um estado ativado por muito mais tempo do que cortes mais profundos e que sangram.

Existe também uma teoria de que a dor mais acentuada causada por cortes de folhas de papel em relação a outros cortes normais é o fato de que o próprio material é muitas vezes revestido com produtos químicos, como água sanitária, o que poderia irritar ainda mais as terminações nervosas sensíveis na superfície de sua pele.

Dicas

Shutterstock

A melhor maneira de reduzir a dor de um corte de papel é pressionar firmemente sobre a ferida. Esta pressão firme constante é capaz de sobrecarregar as terminações nervosas de forma que a sensação de dor diminua consideravelmente.

Outra forma de reduzir a dor é, após a lavagem ou desinfecção, selar a ferida com um tipo de “curativo líquido” improvisado, como supercola, mel ou vaselina. Ao vedar o corte, você reduz drasticamente o contato e os agentes irritantes nos nervos expostos, o que irá diminuir a dor.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.