Quer doar o seu corpo? Conheça alguns estudos que envolvem cadáveres
847
Compartilhamentos

Quer doar o seu corpo? Conheça alguns estudos que envolvem cadáveres

Último Vídeo

Se, ao contrário da maioria, você não quer o seu corpo se decompondo sete palmos abaixo do chão ou confinado em uma urna, uma boa opção é doá-lo para estudos científicos. Mas você sabe o que pode acontecer com um cadáver nestas condições? Veja quatro possibilidades:

4. Briga de cadáveres

A posição dos nossos polegares – além de nos permitir pegar objetos – nos diferencia dos demais animais, mas você já parou para pensar sobre a razão desta evolução? David Carrier, professor de biologia da Universidade de Utah, tem uma teoria: nossas mãos evoluíram para que pudéssemos socar uns aos outros de forma mais eficaz.

Essa doeu

Para o estudo, braços foram desmembrados e os cientistas descobriram como fazê-los “entrar em luta”. Utilizando um pêndulo e linhas de pesca, eles controlaram os membros, algo como um show de marionetes.

Depois, mediram a força do braço em três posições: punhos cerrados, punhos soltos e tapa com a mão aberta. Não é difícil imaginar que o punho cerrado é capaz de distribuir golpes mais contundentes, além de causar menos danos aos ossos.

Estudo para comprovar a eficiência do soco

Pensando em todos os boxeadores que temos no mundo, foi realmente necessário utilizar um cadáver para esse estudo?

3. Chuva de balas

Se você fosse capitão de um exército lá em 1899 e a sua vida e a de seus subordinados dependessem da escolha de armas que a equipe utilizaria, qual seria sua estratégia? Luis LaGarde e o coronel John T. Thompson tiveram uma ideia pra lá de sinistra: pendurar centenas de cadáveres e testar o impacto de diferentes armas e balas nos corpos.

Luis LaGarde testou armas em cadáveres

Os resultados influenciaram diretamente as políticas militares, mas este tipo de experiência foi banido na década de 1920.

2. Modelo de cirurgia plástica

Se você pensa em fazer alguma cirurgia plástica, a primeira coisa que vai procurar em um médico é experiência. Mas você acha que ele aprendeu tudo que sabe apenas durante as operações? Nada disso, cadáveres são utilizados para aprimorar as habilidades dos cirurgiões.

Cirurgiões testam novas técnicas em corpos doados

Em determinados cursos, cabeças decapitadas são entregues aos profissionais para que eles possam aprender novas técnicas.

1. Alta velocidade

A verdade é que quase tudo à sua volta já foi testado em cadáveres. Quer mais um exemplo? Carros. Por mais que nós vejamos vídeos que mostram os famosos bonecos de teste em acidentes, nem a mais avançada tecnologia consegue substituir um corpo humano real na hora de estudar os efeitos de um impacto em uma pessoa.

Simulações de acidentes

Por isso, pode acreditar: a melhor maneira de testar um novo sistema de segurança é destruir alguns cadáveres humanos até chegar ao resultado esperado.

*Publicado em 03/06/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.