(Fonte da imagem: Thinkstock)

Para quem é fã de torresminho, pururuca e pernil, temos más notícias. De acordo com uma matéria publicada pelo The Huffington Post, os rebanhos suínos da Europa e dos Estados Unidos estão passando por uma forte diminuição, o que pode levar à falta de alguns alimentos derivados desse tipo de carne e, consequentemente, a um significativo aumento no valor de diversos produtos.

Segundo um relatório divulgado pela NPA — associação britânica de suinocultura —, a queda mundial na produção de milho e soja, utilizados para alimentar os animais, fez com que o valor dessas sementes aumentasse dramaticamente, refletindo nos custos envolvidos em manter os rebanhos.

A falta de linguiças e bacon no mercado europeu já é um fato inevitável, e os norte-americanos acreditam que o mesmo deverá ocorrer por lá. Além disso, embora não seja um efeito imediato, os especialistas acreditam que a falta de produtos derivados de suínos poderá alcançar proporções globais em breve. Vamos torcer para que o problema não chegue por aqui. Afinal, o que será da nossa feijoada e churrasquinho sem a carne de porco?

Fontes: The Huffington Post e NPA