(Fonte da imagem: Reprodução/Canal Fox)

Para criar um desenho, o artista não pode apenas pensar em alguns traços que nunca foram utilizados antes. Várias experiências do passado são utilizadas como referência pelos desenhistas, e para a criação de Os Simpsons não foi diferente. Matt Groening, o criador em questão, baseou-se em diversos programas de TV de sua infância, familiares e conhecidos para compor os personagens.

Está ansioso para saber quais são as influências? O site Neotarama preparou um artigo muito divertido sobre o tema e agora você pode conferir os mais importantes aqui na seção Mega Curioso. É importante ressaltar que trouxemos apenas os mais relevantes para o público brasileiro.

Bart Simpson

“Bart” é um anagrama de “brat”, que significa “fedelho”. E a grande inspiração que Matt Groening utilizou para criar o garoto foi Dennis, o Pimentinha. Groening diz que ficava desapontado pelo fato de Dennis na TV não ser tão arteiro quanto nas tirinhas.

Dennis, a inspiração de Bart Simpson (Fonte da imagem: Reprodução/Dennis, the Menace)

Homer Simpson

Você se lembra de Walter Matthau? Ele representou o Sr. Wilson do filme “Dennis, o Pimentinha”, além de participar de outras dezenas de filmes de humor. E foi a sua expressão cômica que levou Matt Groening a criar Homer Simpson.

Marge Simpson

Imagine a mistura de uma mãe norte-americana da década de 1960 e a cabeça do monstro de Frankenstein. Essa foi a inspiração do criador de Os Simpsons na hora de fazer os primeiros traços de Marge Simpson.

Otto, o Motorista de Ônibus

O que Otto Mann e Slash (o ex-guitarrista do Guns n’ Roses) têm em comum? Os dois tocam guitarra, colecionam cobras e possuem cabelos longos e enrolados.

(Fonte da imagem: Reprodução/Neotarama)

Comichão e Coçadinha

Uma homenagem bastante visível ao desenho Tom e Jerry. A grande diferença entre inspiração e inspirado é a dose de violência aplicada.

Barney Gumble

Um dos melhores amigos de Homer Simpson – e maior bêbado de Springfield – foi baseado no personagem Crazy Guggenheim do programa The Jackie Gleason Show, da década de 1960. Ele era alcoólatra e participava das partes mais cômicas do show.

(Fonte da imagem: Reprodução/Neotarama)

Krusty, o Palhaço

Matt Groening já revelou que a inspiração para criar Krusty, o Palhaço veio de um palhaço a que ele  costumava assistir quando era criança. Rusty Nails era, assim como Krusty, uma mistura de “engraçado” com “assustador”.

(Fonte da imagem: Reprodução/Neotarama)