Será que os humanos e os dinossauros poderiam ter coexistido?
608
Compartilhamentos

Será que os humanos e os dinossauros poderiam ter coexistido?

Último Vídeo

Você já se perguntou sobre o que teria acontecido se os dinossauros não tivessem sido extintos há 65 milhões de anos? Será que os humanos teriam surgido na Terra? E mais: será que homens e lagartões teriam “feito amizade”? Segundo Laura Geggel, do portal Live Science, segundo disseram diversos paleontólogos consultados pela equipe do site, para responder essas questões, é necessário entender como os mamíferos assumiram o reinado do planeta.

De acordo com Laura, embora existissem mamíferos na Terra durante o Mesozoico, ou seja, o período em que os dinossauros perambulavam por aqui, esses animais eram pequeninos, mais ou menos do tamanho de um gato doméstico. Quem reinava no mundo eram os lagartões, e eles estavam se saindo muito bem — até que o asteroide acertou o nosso planeta.

Período de reinado

Os dinossauros surgiram na Terra 150 milhões de anos antes do evento que desencadeou o seu desaparecimento, e provavelmente teriam continuado evoluindo se a sua existência não tivesse sido tragicamente interrompida. Se esses animais não tivessem sido extintos, os mamíferos dificilmente teriam tido chances de evoluir e, portanto, é possível que os primatas jamais tivessem existido e, consequentemente, os humanos.

Segundo Laura, os mamíferos surgiram há cerca de 220 milhões de anos durante o Triássico Superior, aproximadamente na mesma época em que os dinossauros apareceram na Terra. Entretanto, os lagartões saíram na frente, se ramificando em milhares de espécies que se espalharam, cresceram e dominaram o planeta.

Enquanto isso, os mamíferos, coitados, ficaram limitados a um segundo plano e, de acordo com as evidências observadas em fósseis, sobreviviam principalmente do consumo de insetos, sementes e, de vez em quando, de algum lagartinho pequeno. Contudo, quando o asteroide colidiu contra a Terra, todos os animais sofreram as consequências, e o resultando foi a extinção dos dinossauros (com exceção dos que tinham penas) e de 70% dos mamíferos.

Sobrevivência dos mais versáteis

De acordo com Laura, para a nossa sorte, os mamíferos mais resilientes, aqueles que eram mais pequeninos e que não dependiam de uma dieta específica, conseguiram sobreviver à devastação que seguiu. Esses bichinhos enfrentaram as dificuldades se escondendo e se alimentando com uma variedade de itens e, sem os dinossauros por perto, aos poucos eles foram dominando a Terra.

Assim, com o tempo, os mamíferos começaram a ocupar o topo de seus nichos ecológicos e, ao longo de alguns milhares de anos, eles foram evoluindo e dando origem a novas espécies. Após meio milhão de anos da extinção dos dinossauros, alguns mamíferos já contavam com o tamanho de cães de médio porte, e foram eles que deram origem às mais de 5 mil espécies que existem atualmente no mundo.

Sendo assim, se os dinossauros não tivessem desaparecido da face da Terra, os mamíferos jamais teriam se desenvolvido da forma como fizeram — e nós, humanos, possivelmente não estaríamos aqui hoje. Portanto, respondendo à pergunta do título da matéria (“será que os humanos e os dinossauros poderiam ter coexistido?”), a resposta é: não, de jeito nenhum!

Como você acha que seria a vida dos humanos se os dinossauros ainda existissem? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.