Presídios suecos são desativados por falta de prisioneiros

Presídios suecos são desativados por falta de prisioneiros

Eis uma notícia que gostaríamos muito que estivesse relacionada ao nosso país, mas... De acordo com o The Guardian, devido à dramática queda no número de condenados na Suécia observada nos últimos dois anos, o Ministério da Justiça do país decidiu fechar — sim, fechar! — quatro presídios por falta de condenados.

Segundo a publicação, a ocupação dos presídios na Suécia vinha caindo cerca de 1% ao ano desde 2004, mas, entre 2011 e 2012, a queda foi de 6%, índice que deve se repetir este ano. Como resultado, alguns centros de detenção acabaram perdendo sua utilidade e estão sendo desativados. Dos quatro presídios fechados, dois provavelmente serão vendidos, enquanto os outros dois serão utilizados temporariamente pelo governo para outros fins.

Autoridades suecas acreditam que a enorme queda esteja relacionada com a abordagem liberal adotada pelo sistema carcerário do país, que está focado na reabilitação dos condenados. A Suécia tem investido pesado em programas de recuperação e prevenção de relapsos, assim como programas de apoio e reinserção social uma vez os presos são liberados.

Reabilitação e suporte a ex-presidiários

Fonte da imagem: pixabay

Entretanto, os programas mencionados acima não são os únicos responsáveis pelo novo “problema” das cadeias vazias. O sistema legal do país adotou uma postura mais branda com relação às condenações relacionadas com crimes menores e drogas, resultando, evidentemente, em menos pessoas sendo encarceradas para cumprir penas. Problemão, não é mesmo?

Um estudo realizado pelo Centro Internacional de Estudos Penitenciários revelou que os cinco países com o maior número de condenados do mundo são os EUA (com 2.239.751 de presos ou o equivalente a 716 para cada 100 mil habitantes), China (com 1.640.000 ou 121 para cada 100 mil), Rússia (com 681,600 ou 475 para cada 100 mil), Brasil (com 548.003 ou 274 presos para cada 100 mil) e Índia (com 385.135 ou 30 para cada 100 mil habitantes).

Já as nações — felizes — com a menor população penitenciária do planeta são Malta, Guiné Equatorial, Luxemburgo, Guiana Francesa e República do Djibouti. A Suécia ficou em 112º lugar nesse ranking.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.