Você sabia que a crista do galo pode ajudar no tratamento da artrite?
270
Compartilhamentos

Você sabia que a crista do galo pode ajudar no tratamento da artrite?

Último Vídeo

A osteoartrite é um problema que afeta as articulações, principalmente dos joelhos, e que causa dor e problemas para locomoção. Um dos tratamentos para essa doença consiste em injeções de ácido hialurônico, uma substância já encontrada nos fluidos das juntas. O objetivo é lubrificar e evitar o atrito entre os ossos, melhorar a dor e proporcionar amortecimento, segundo a Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos (American Academy of Orthopaedic Surgeons – AAOS).

Esse processo é chamado de viscossuplementação, mas também é conhecido como “injeção de crista de galo”. Isso porque, antes, a manipulação da droga era feita a partir da região localizada na cabeça desse tipo de animal. Atualmente, já se consegue obter a droga de forma sintética.

Crista de galo, região localizada acima da cabeça era utilizada para extração de ácido hialurônico

Sempre designadas para casos de artrite leve e moderada, além de nos joelhos, as injeções também podem ser aplicadas em outras juntas do corpo, como nos quadris e tornozelos. O período de tratamento pode variar de três a cinco semanas com uma aplicação semanal. O alívio da dor não é instantâneo, mas, após as aplicações, o paciente pode levar meses sem sentir qualquer desconforto nos locais afetados.

A popularização deste tratamento aconteceu principalmente para as pessoas que eram impossibilitadas de tomar ou não reagiam bem às utilizações de drogas anti-inflamatórias não esteroides.

As injeções de crista de galo e seus benefícios

Segundo o site Mother Nature Network, estudos mostram que, para os variados casos de artrite, os resultados podem variar de pessoa para pessoa. Em alguns deles, há alívio das dores; já em outros, os pacientes não relatam qualquer melhora.

Segundo a AAOS, “nunca houve registro de que o procedimento pode reverter o quadro de artrite ou fazer a cartilagem crescer novamente”. Entretanto, mesmo que não seja totalmente eficiente, alguns resultados são expressivos do ponto de vista do efeito nos pacientes. Um desses efeitos, sugeridos por diversos estudos, é o que a aplicação do ácido hialurônico nas juntas pode aumentar a produção dessa substância, ajudando a preservar a cartilagem e retardar a evolução da doença. Quem confirmou essa informação é o Dr. Roland Moskowitz, reumatologista da Universidade de Case Western Reserve e cofundador da Sociedade Internacional de Pesquisa em Osteoartrite.

Joelhos são uma das principais áreas afetadas pela osteoartrite

Em um levantamento que reviu 76 estudos que examinavam as implicações da utilização desse procedimento, constatou-se que, em média, os níveis de dor reduziram de 28 a 54% nos pacientes avaliados. Os dados foram averiguados por especialistas da Universidade de Queensland, em Brisbane, na Austrália, e o índice corresponde ao resultado esperado pelos pacientes que utilizam as drogas anti-inflamatórias.

Há de se ressaltar também os benefícios nos movimentos e desempenho de atividades diárias. Segundo a análise, foi possível verificar que o tratamento pode ocasionar uma melhora de 9 a 32%.

O ponto fraco

O único problema do tratamento por injeção de ácido hialurônico nas juntas é que pode haver demora de algumas semanas para que a dor comece a aliviar. Enquanto isso, os tratamentos com não esteroides anti-inflamatórios obtêm efeito quase imediato. Essas drogas, porém, podem apresentar um efeito colateral em caso de uso excessivo: quebra da cartilagem nas juntas, podendo evoluir para problemas maiores.

Mesmo assim, são comuns os casos de pessoas que, durante uma mesma visita ao médico, aplicam as injeções de crista de galo junto com essas drogas para alívio da dor, já que o ácido hialurônico não promove a melhora instantânea. O doutor Moskowitz ressalta que “não é uma pílula mágica”, mas, no tratamento, isso pode ajudar bastante de médio a longo prazo.

Você sofre de algum problema relacionado à artrite? Já fez esse tratamento? Conte pra gente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.