Seja o primeiro a compartilhar

5 pares de palavras semelhantes, mas com significados diferentes

Sabe aquela história de "parece, mas não é"? Existe muito disso na língua portuguesa. Um exemplo é o que chamamos de palavras parônimas, que são escritas e pronunciadas de modo bastante semelhante, porém apresentam significados completamente diferentes.

Veja a seguir alguns dos casos mais comuns:

1. Cavaleiro e cavalheiro

- Cavaleiro: homem que anda a cavalo.

Era um cavaleiro bastante experiente, mas caiu da sela.

- Cavalheiro: homem gentil, educado. Dependendo do contexto, pode também se referir a qualquer pessoa do gênero masculino.

Ele sempre foi muito cavalheiro com todos.

Cavalheiros, me acompanhem por gentileza.

2. Comprimento e cumprimento

- Comprimento: refere-se ao tamanho, à extensão de algo.

Você já mediu o comprimento dessa cama?

- Cumprimento: saudação, elogio ou conclusão de uma tarefa.

Por conta da pandemia, os cumprimentos devem acontecer de longe, respeitando o distanciamento.

O funcionário novo recebeu vários cumprimentos da equipe pelo trabalho realizado.       

3. Descrição e discrição

- Descrição: caracterização de algo em detalhes.

Antes de comprar um produto pela internet, é importante ler atentamente a descrição.

- Discrição: característica do que é discreto, de quem ou do que não chama a atenção.

Esse assunto pede que tenhamos maior discrição no momento.

(Fonte: Tenor)(Fonte: Tenor)

4. Eminente e iminente

- Eminente: algo ou alguém bem importante, em posição superior.

O eminente profissional recebeu várias premiações nos últimos anos.

- Iminente: algo urgente, prestes a acontecer.

As estruturas estão tão prejudicadas que o perigo é iminente.

5. Laser e lazer

- Laser: estrangeirismo; sigla referente a Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation.

A operação foi feita a laser.

- Lazer: Tempo de folga, descanso ou entretenimento.

Momentos de lazer são fundamentais para a saúde.

Viu só? Esses são casos em que nem o corretor automático de softwares deve ajudar, pois as palavras existem. Então, sempre que surgir alguma dúvida, o mais seguro é consultar as definições mesmo.

Até semana que vem!

***

Debora Capella, colunista semanal do Mega Curioso, é mestre em Estudos da Linguagem e atua nas áreas de revisão, edição, tradução e produção de textos há 15 anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.