Seja o primeiro a compartilhar

Qual a diferença entre imigrar e emigrar?

Você sabe qual a diferença entre os verbos "emigrar" e "imigrar"? Uma pessoa que saiu de um país para firmar morada em outro território tecnicamente acabou fazendo as duas coisas, mas o uso das palavras depende de que ponta da viagem nós estamos falando. Porém, é bastante comum que isso cause confusão nas pessoas.

Tanto "emigrar" quanto "imigrar" derivam do latim migrare, o qual significa "ir de um lugar para outro". Portanto, para compreendermos a diferença entre os dois termos, precisamos remover a parte "migrar", que aparece em comum entre eles, e nos aprofundarmos no que resta de cada um deles. 

Analisando os termos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Vamos começar pela palavra "emigrar". Neste caso, a letra "e" é uma abreviação do prefixo "ex", que por sua vez expressa um sentido de origem. Assim como as palavras "excluir" ou "escavar", a palavra "emigrar" se refere ao ato de tirar algo de outra coisa. Portanto, se você está citando o processo de emigração, você deveria estar se referindo a alguém que saiu de algum lugar em específico. 

Gramaticalmente falando, é impossível dizer que uma pessoa está emigrando para um país. Por outro lado, isso pode ser feito por alguém que está imigrando. Nestes casos, o prefixo "im" possui significado de transferência "para" algum lugar, assim como a palavra "implante". 

Dessa forma, o termo imigração deveria ser apenas utilizado nos casos de pessoas que estão se mudando para algum país. Para te ajudar a lembrar da diferença entre os dois termos, tenham em mente sempre que:

  • No Brasil, um brasileiro que está saindo do país para morar no exterior pode ser chamado de emigrante
  • Porém, esse mesmo brasileiro será considerado um imigrante no país em que ele chegar

Imigração e emigração ao longo dos anos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Os movimentos migratórios são algo bastante comum na história da humanidade. Por exemplo, diversas cidadãos dos países envolvidos na Segunda Guerra Mundial emigraram de suas terras e se tornaram imigrantes de nações que estavam afastadas das regiões de conflito.

O mesmo aconteceu recentemente com os refugiados da Guerra da Síria, que foram embora de seu país para buscar condições melhores de vida nos países europeus e até mesmo na América do Sul. Historicamente, o Brasil é conhecido por sempre ter recebido muitos imigrantes que emigraram de suas terras — não à toa temos as maiores comunidades de italianos e japoneses fora da Itália e do Japão, respectivamente.


Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.