Seja o primeiro a compartilhar

6 curiosidades insanas sobre ratos

Ratos convivem com os seres humanos há milhares de anos e parecem ser uma das espécies que mais se adaptou aos hábitos urbanos. Separamos aqui algumas das características mais interessantes desses roedores!

1. Seus dentes nunca param de crescer

Ratos precisam desgastar os dentes. (Fonte: Shutterstock)Ratos precisam desgastar os dentes. (Fonte: Shutterstock)

Assim como os castores, os ratos possuem dentes que nunca param de crescer. É por isso que esses animais passam boa parte do seu dia roendo tudo o que veem pela frente, causando um desgaste aos dentes e os mantendo de um tamanho que não dificulta a alimentação. Se um rato para de desgastar os dentes, eles crescem e vão formando longas espirais.

2. Ratos sentem empatia

Ratos sempre se ajudam. (Fonte: Shutterstock)Ratos sempre se ajudam. (Fonte: Shutterstock)

Um estudo da Universidade de Chicago testou se ratos se importam uns com os outros. Nele, os pesquisadores separaram os ratos em duplas e os deixaram juntos por tempo o suficiente para que criassem um laço. Depois, prenderam um dos ratos em um caixa de acrílico que só podia ser aberta por fora, para ver se o outro roedor tentaria ajudar o amigo.

Para dificultar ainda mais a decisão do ratinho que estava fora, os pesquisadores colocaram uma segunda caixa semelhante com o petisco favorito dos ratos dentro. Mesmo assim, quando ele teve que decidir entre ajudar o amigo ou abrir a caixa de petiscos, primeiro ele salvou o amigo e depois os dois comeram os petiscos juntos.

3. Eles são muito fortes

Ratos são quase à prova de tudo. (Fonte: Shutterstock)Ratos são quase à prova de tudo. (Fonte: Shutterstock)

Ratos são extremamente adaptáveis e isso foi crucial para que eles se espalhassem pelo mundo inteiro. Eles podem, por exemplo, ficar mais tempo sem beber água do que camelos e cair de um prédio de 5 andares sem se machucarem. Esses roedores também são capazes de suportar altas doses de radiação e de nadar por quase 1 km.

4. Existem “gangues” de ratos

Ratos vivem em bando. (Fonte: Shutterstock)Ratos vivem em bando. (Fonte: Shutterstock)

Um estudo de 2018 capturou 150 roedores por diversas zonas das cidades de Vancouver, Nova York, Nova Orleans e Salvador. Os pesquisadores analisaram o material genético dos roedores de cada cidade e descobriram que eles se dividiam em grupos pela área. Havia ratos de “uptown” e “downtown” em Nova York, e o mesmo acontecia nas outras cidades.

Os pesquisadores concluíram que os grupos foram separados por rodovias, canais ou vales que cortavam as cidades, e que ratos de áreas menores preferiam ficar entre os seus do que interagir com roedores de outras áreas.

5. Eles podem ajudar a encontrar minas terrestres

Em Moçambique, existe uma espécie de rato gigante treinada para detectar o cheiro de explosivos. Após passar pelo treinamento, esses ratos saem para o campo com especialistas em remoção de minas terrestres e arranham o chão para indicar onde encontraram uma das bombas. Como os roedores são leves demais para acionar o mecanismo da mina, eles não correm perigo algum, mas ajudam a salvar muitas vidas.

6. Ratos poderiam dominar o mundo

Ratos devem sobreviver à próxima extinção. (Fonte: Shutterstock)Ratos devem sobreviver à próxima extinção. (Fonte: Shutterstock)

Em 2014, pesquisadores revisaram nos registros geológicos quais espécies prosperaram, mesmo durante extinções em massa. Com base no passado e nas habilidades dos animais que existem atualmente, os pesquisadores apontaram os ratos como vencedores da corrida contra a extinção, já que eles têm um histórico muito positivo de sobrevivência e resistência em diversos tipos de ambientes e a programas de erradicação.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.