Conheça alguns dos fisiculturistas mais jovens do mundo
13
Compartilhamentos

Conheça alguns dos fisiculturistas mais jovens do mundo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Não é de hoje que o fisiculturismo atrai a atenção de quem busca um corpo com os músculos superdefinidos. O que é relativamente recente, no entanto, é a presença de crianças em academias – há pouco tempo o caso da “musinha fitness” teve grande repercussão, lembra? A conta dela no Instagram chegou a ser bloqueada.

Uma das histórias que você vai conhecer agora é de um adolescente escocês chamado Cosmo Taylor que, aos 15 anos tem uma vida bastante diferente da maioria dos garotos de sua idade. Em vez de ocupar o tempo livre jogando futebol, indo ao cinema ou fazendo aula de algum instrumento musical, Taylor prefere pegar pesado na academia, na esperança de ter um “corpo perfeito”.

Para alcançar seus objetivos, o adolescente passa algumas horas por dia na academia, erguendo peso incansavelmente. Além disso, de tempos em tempos ele recorre ao bronzeamento artificial, para ficar com a pele do mesmo tom dos fisiculturistas adultos.

A dedicação precoce o classificou como o fisiculturista mais novo de todos os tempos – pelo menos do Reino Unido. Ainda assim, ele não é o único. Muitos outros fisiculturistas adolescentes dividem a mesma paixão de Taylor pela musculação.

Só para você ter ideia, na Romênia os fisiculturistas mais novos são Claudio e Giuliano Stroe (foto da capa), de sete e nove anos, respectivamente. Os dois são famosos na internet depois que alguns de seus treinos foram parar no YouTube.

Na Ucrânia, quem faz sucesso com a capacidade muscular é o fisiculturista Andriy Kostash, que levanta peso desde os cinco anos de idade – aliás, quando tinha sete anos ele quebrou o recorde ucraniano de maior número de levantamentos consecutivos (foram 4 mil, no total).

Os questionamentos acerca desses fisiculturistas mirins se dão, além da prática excessiva de musculação, também pelo que motiva esses adolescentes e essas crianças a se importarem com um “corpo perfeito” desde tão cedo. Além do mais, uma pesquisa realizada em 2012 revelou que o consumo de suplementos esportivos entre adolescentes é realmente grande.

Além dos treinos, Taylor afirma levar uma vida de adolescente normal, com muito vídeo game e em companhia dos amigos. A preocupação dele é em relação aos alimentos que não deve consumir, afinal ele tem uma dieta alimentar bastante restrita, à base de muito frango, grãos, arroz e salada.

Entre os riscos desse tipo de atividade física está os problemas na coluna, como no caso do fisiculturista Bill Gronachon, que começou a treinar aos 15 anos e hoje, com 44, espera ansiosamente por uma cirurgia que possa reparar os danos causados pelo excesso de peso levantado – basicamente os discos de sua coluna se comprimiram.

E você, o que pensa sobre essa questão? Acha que treinos mais pesados deveriam ficar de fora da rotina de crianças ou adolescentes ou não vê problema em incentivar esse tipo de atividade física?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.