As 10 decisões mais difíceis da vida
260
Compartilhamentos

As 10 decisões mais difíceis da vida

Último Vídeo

A vida é cheia de decisões, todo mundo sabe. Às vezes, é preciso optar entre o mais seguro e confortável ou o mais arriscado e desafiador, ou ainda há momentos em que as escolhas são tão parecidas que você acaba fica preso em cima do muro. 

O fato é que tomar decisões nem sempre é fácil, principalmente aquelas que podem alterar a rota da sua vida radicalmente. Por isso, preparamos uma lista com algumas das decisões mais difíceis de serem tomadas, além de algumas dicas para conseguir se dar bem com elas. Confira!

10. Escolher um curso de faculdade

A primeira grande decisão que você provavelmente terá que fazer na sua vida adulta é sobre qual faculdade escolher (ou até mesmo em qual colégio de ensino médio estudar). A mais óbvia questão nesse caso é se perguntar o que você realmente quer ser "quando crescer" e escolher o curso correspondente.

Explore diversos cursos diferentes o mais cedo que conseguir, considere a perspectiva de emprego e realize realmente um trabalho de detetive para fazer a melhor escolha possível com as informações que você tiver disponíveis. Também pode ser interessante checar a diferença salarial entre as opções que você deseja. 

1

9. Escolher uma carreira

Os cursos de graduação muitas vezes se correlacionam com a ocupação, mas nem sempre isso é verdade (por exemplo, profissionais que estudam Letras nem sempre acabam trabalhando com magistério). Graduando-se ou não, em um momento ou outro, você terá que decidir o que fazer da sua vida. 

2

8. Fazer uma mudança de carreira

Ou talvez seja hora de mudar radicalmente e escolher uma carreira diferente e mais gratificante (a maioria das pessoas muda de carreira mais de uma vez na vida). Há muitos fatores que devem ser considerados nessa mudança — não apenas as alterações de salário, mas também se você tem habilidades e experiência para a nova empreitada.

Trocar de carreira é uma decisão muito difícil e que tem grandes consequências, mas histórias inspiradoras de pessoas que iniciam uma faculdade de Medicina aos 40 anos ou que percebem suas verdadeiras vocações depois dos 60 nos lembram que a mudança de carreira pode definitivamente valer a pena se você puder se concentrar no que você ama.

3

7. Fazer outra graduação ou iniciar uma pós-graduação

Se você estiver mudando de carreira, talvez um dos primeiros passos seja voltar para a universidade e fazer uma nova graduação. Ou talvez você queira apenas melhorar suas habilidades e iniciar uma pós-graduação. Felizmente, em alguns casos é possível manter seu emprego atual e frequentar aulas ao mesmo tempo e ainda ser reembolsado pela empresa  o que torna a decisão muito mais fácil. 

4

6. Decidir onde morar

Manaus ou Florianópolis? Praia ou interior? Cidade pequena ou grande? O lugar que você mora pode ter um impacto profundo nas suas finanças, bem como na sua felicidade (quanto mais perto você morar do seu trabalho, melhor). Se você tiver a flexibilidade para trabalhar em casa, será melhor em algumas cidades do que em outras. 

5

5. Alugar ou comprar uma casa

Para maioria dos mortais, habitação é a maior despesa de um orçamento. Mas você deve comprar uma casa ou alugar faz mais sentido? Além da diferença nos custos de habitação, você precisa levar em consideração quanto tempo você planeja ficar em um lugar, devido a fatores que vão desde personalizar uma parede da sua residência até aspectos emocionais e financeiros.

7

4. Com quem marcar um encontro

Marcar um encontro com uma pessoa pode não ser grande coisa, ou uma grande tomada de decisão, mas vai saber se a pessoa com quem você saiu a primeira vez não vai se tornar seu parceiro de vida? Por isso, tente estabelecer expectativas realistas quando estiver no primeiro encontro. 

Porém, tenha cuidado quando estiver saindo com um colega de trabalho. Além disso, pesquise mais informações na internet sobre uma pessoa antes de sair com ela. E sempre há a possibilidade de marcar encontros através de aplicativos, para quem quer algo mais prático. 

8

3. Casar ou não casar: eis a questão

Depois que você encontrar o parceiro de sua vida (idealmente), vem o casamento. Existem algumas questões importantes antes de você dizer "sim": você está pronto para ser fiel? Você está pronto para administrar suas finanças com um parceiro? Quantas crianças vocês terão? Religião e fé são importantes? E o sexo, funciona bem?

Há também algumas considerações importantes a ponderar, como o fato de que você também acaba “casando” com a família do parceiro, além de ser preciso fazer mudanças internas para que o casamento funcione. Basicamente, é um trabalho em progresso constante. 

9

2. Ter filhos ou não

Entre os eventos que mudam a vida, tornar-se pai ou mãe assume uma das mais altas posições. É difícil saber se ter um filho é uma boa decisão para você ou não, e uma vez que o pimpolho nasce, você provavelmente experimentará emoções que não esperava, como culpa e um orgulho incrível. 

Não existe uma fórmula matemática para essa tomada de decisão, mas passar um tempo com os filhos de outras pessoas pode ajudá-lo a ter um melhor senso se crianças devem fazer parte do seu futuro.

10

1. Saber quando é hora de desistir (de qualquer coisa)

Finalmente, mesmo que você tenha feito as melhores decisões possíveis com as informações que você tinha no momento, você ainda precisará reconsiderar suas escolhas de tempos em tempos — porque a vida é sobre mudanças. 

Se você precisa decidir entre abandonar um emprego ou terminar um relacionamento, tente dar um passo atrás e objetivamente se perguntar se você está ficando pelos motivos errados e se há oportunidades mais gratificantes caso tome a decisão. 

11

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.