Assustador: erupção na Guatemala afeta milhares de pessoas e mata dezenas
164
Compartilhamentos

Assustador: erupção na Guatemala afeta milhares de pessoas e mata dezenas

Último Vídeo

Você soube da erupção do Vulcão de Fogo, na Guatemala? Conhecido como Volcán de Fuego no idioma original, ele fica a cerca de 16 quilômetros de distância de Antigua Guatemala, um dos destinos turísticos mais populares do país, e tem entrado em atividade com certa frequência desde que os conquistadores espanhóis chegaram por lá, no século 16.

Vulcão de Fogo(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

Pois, no último domingo, dia 03 de junho, foi registrada a erupção mais violenta do Vulcão de Fogo em mais de um século e, segundo as autoridades locais, o número de pessoas afetadas já passa de 1,7 milhão — sem falar que o número de desaparecidos e mortos não para de subir.

Catástrofe

De acordo com as informações divulgadas até o momento, a primeira erupção do Vulcão de Fogo ocorreu por volta do meio-dia, horário local, e foi seguida por uma segunda, pouco antes das 19hrs. Durante todo o domingo, o vulcão liberou uma enorme quantidade de fluxo piroclástico — composto por lama, cinzas e gases quentes que viajam montanha abaixo em altas velocidades —, e no dia seguinte, segunda-feira, uma nova erupção foi registrada, assim como um tremor de terra no litoral.

Vulcão em erupção(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Luis Soto/AP)

Os habitantes que vivem em aldeias aos pés do vulcão foram os mais atingidos, evidentemente, uma vez que o material expelido cobriu os vilarejos, forçando a evacuação de mais de 3 mil pessoas. Além disso, o aeroporto internacional localizado na capital do país teve que ser fechado e o número de feridos passa de 300 — enquanto os mortos chegam a quase 70 (segundo informações divulgadas até o início da manhã de terça-feira, dia 05 de junho).

Dos mais de 60 falecidos, apenas 13 foram identificados até o momento, já que muitos corpos foram completamente desfigurados e tiveram suas digitais afetadas pelo calor do fluxo piroclástico — cujas temperaturas chegaram a alcançar os 700 °C. No entanto, infelizmente, a quantidade de vítimas deve aumentar nas próximas horas, uma vez que os aldeões vêm relatando que muitos acabaram sendo deixados para trás durante as fugas das cinzas.

The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty

As autoridades estimam que as cinzas tenham alcançado mais de 4,5 mil metros de altitude e se espalhado por um raio de aproximadamente 14,5 quilômetros do vulcão, com quedas de quantidades menores de material sendo registradas a mais de 40 km de distância.

O Vulcão de Fogo mede pouco mais de 3,7 mil metros de altitude, está entre os mais ativos da América Latina e não se sabe se outras erupções vão ocorrer ou não nos próximos dias, mas a população segue em alerta e as autoridades guatemaltecas seguem com os trabalhos de busca de vítimas. Você pode ver uma seleção de imagens e vídeos da erupção a seguir:

Erupção vulcânica(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Luis Echeverria/Reuters)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Luis Echeverria/Reuters)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Luis Echeverria/Reuters)

Erupção vulcânica(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Luis Echeverria/Reuters)

Erupção na Guatemala(The Atlantic/In Focus/Alan Taylor/Johan Ordonez/AFP/Getty)

(The New York Times/Orlando Estrada/Agence France-Presse/Getty Images)

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.