Foram enterrados US$ 50 mil em criptomoedas no Everest
97
Compartilhamentos

Foram enterrados US$ 50 mil em criptomoedas no Everest

Último Vídeo

As criptomoedas estão realmente na moda. O que? Você não sabe o que elas são? Corre lá no TecMundo que eles explicam direitinho! Basicamente, são formas virtuais de trocar uma quantidade de dinheiro que existe apenas na web. O Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida, mas também é possível fazer trocas através de Terracoin, Freicoin, Feathercoin, entre outras.

Essas moedas têm como característica principal existirem apenas no mundo virtual, mas a AskFM resolveu dar uma inovada: existe uma carteira com 500 mil fichas enterradas no Monte Everest! Na verdade, ainda que pareça algo físico, trata-se de uma chave criptografada para acessar o equivalente a US$ 50 mil em moedas ASKT no câmbio atual, que paga US$ 1 para cada 10 fichas.

A AskFM é uma rede social de perguntas e respostas semelhante ao Yahoo Respostas e ao Quora. Recentemente, eles lançaram sua própria criptomoeda, a tal ASKT, e criaram a publicidade por trás do Everest para quem quer subir na vida – com o perdão do trocadilho.

criptomoedaAlpinista com as duas carteiras levadas ao cume do Everest. Uma delas ficou em algum lugar do caminho...

Bem, é importante ressaltar que essa escalada é bem cara: uma expedição simples ao Everest pode beirar os R$ 200 mil! Além das passagens aéreas terem valor alto, é preciso pagar pelo equipamento e à empresa que irá te levar até o cume. Imagina ter que se preocupar em chegar ao topo do mundo e ainda vasculhar a montanha atrás de uma carteira?

Isso sem contar nos perigos envolvidos, já que o Everest pode ser extremamente mortal. O terremoto no Nepal em 2015 vitimou ao menos 18 alpinistas por conta de uma avalanche. Mesmo a equipe que levou as carteiras de criptomoedas (uma delas foi enterrada, enquanto a outra foi trazida de volta) ao cume do Everest acabou tendo uma baixa: um dos sherpas que levava os três alpinistas ucranianos na empreitada para a AskFM acabou sumindo durante a descida e é considerado morto.

A ideia de usar o Everest como propaganda da ASKT está por trás do próprio imaginário popular em torno das criptomoedas. Elas “serão” capazes de “levar o homem à Lua”, devido a sua valorização rápida e crescente – bem, nos últimos meses, a coisa não foi exatamente assim...

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.